L'Oréal regista aumento nas vendas graças aos produtos de luxo e à demanda na Ásia

A proprietária da Lancôme, L'Oréal, anunciou na quinta-feira (7) que registou um aumento de 7,7% nas vendas comparáveis ​​do quarto trimestre do seu ano fiscal, impulsionado pela demanda por produtos de luxo para a pele e pelo forte desempenho na região Ásia-Pacífico.


DR

A maior empresa de beleza do mundo aproveitou o apetite dos consumidores chineses nos últimos anos e este boom ainda não tem mostrado sinais de desaceleração, com rivais como a Estée Lauder também a aproveitarem a alta demanda na China.

As receitas da L'Oréal atingiram os 7,1 mil milhões de euros (8,1 mil milhões de dólares) no quarto trimestre, um aumento de 8,6% numa base reportada.

O crescimento das vendas comparáveis, excluindo efeitos cambiais e aquisições, superou a previsão de aumento de 6,4% numa pesquisa com analistas da Infront Data para a Reuters.

Em 2018, o lucro operacional da empresa aumentou 5,3% para 4,7 mil mlhões de euros, com margem de 18,3% nas vendas, acima dos 18% registados no final de 2017.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

BelezaNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER