LVMH Innovation Award rumo à sua terceira edição

O grupo LVMH está à procura de start-ups que integrarão o seu LVMH Luxury Lab durante o evento Viva Technology, que se realiza de 16 a 18 de maio em Paris. Para estar entre os 30 finalistas selecionados, as candidaturas devem ser submetidas ao grupo de luxo até ao dia 15 de fevereiro através de uma plataforma dedicada.


Em 2017, a start-up Oyst, fundada em janeiro de 2016 por Julien Foussard e Quentin Vigneau, venceu o Innovation Award da LVMH - LVMH

Pelo terceiro ano consecutivo, as start-ups terão oportunidade de realizar uma exposição no stand da LVMH na feira de inovação ao lado das marcas do grupo, que irão apresentar os seus últimos avanços tecnológicos. Este ano, as empresas participantes devem formular soluções para "moldar a experiência do cliente de amanhã". Este tema visa trazer "soluções de comércio físico ou online, através de realidade virtual ou ferramentas de realidade aumentada, sistemas de análise de dados, marketing e soluções B2B", diz o grupo.

Entre as 30 start-ups, apenas uma conquistará o LVMH Innovation Award, que é acompanhado por uma colaboração de um ano com as equipas da gigante do luxo para incentivar o seu crescimento. Para participar, vários critérios devem ser cumpridos: a empresa deve ter no máximo 10 anos de existência, empregar pelo menos de 100 pessoas e oferecer um "modelo de negócios flexível, capaz de satisfazer as necessidades do grupo LVMH e as suas marcas".

Em 2017, o prémio foi concedido à Heuritech (inteligência artificial). Em 2018, três empresas foram premiadas: a Oyst (solução de e-commerce) obteve o maior reconhecimento, e duas menções especiais foram concedidas à Ve Chain (blockchain) e à Kronos (solução pós-compra). Esta última, por sua vez, foi adquirida pela Narvar, especialista em relações online com o consumidor.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosEventosInovações
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER