LVMH começa bem o ano com 12,5 mil milhões de euros de vendas trimestrais

A líder mundial do luxo LVMH começou o ano com um sólido crescimento nas suas vendas, que alcançaram os 12,53 mil milhões de euros no primeiro trimestre, graças ao sucesso cada vez maior das cerca de 70 marcas do grupo, com a Louis Vuitton na liderança.


A Louis Vuitton é a marca líder do grupo LVMH - Louis Vuitton

O grupo de Bernard Arnault - o primeiro do CAC 40 a revelar os seus números trimestrais - comunicou na quarta-feira um crescimento de 16% em dados publicados e 11% em dados orgânicos. "O trimestre deu continuidade às tendências observadas em 2018. Todas as zonas geográficas estão a crescer bem", comentou a LVMH no seu comunicado.
 
Este desempenho é superior ao consenso compilado pelas agências Bloomberg e Factset, que previam, respetivamente, 12,19 e 12,17 mil milhões de euros.

Moda e Artigos de Couro, a sua principal divisão, gerou 5,1 mil milhões de euros em vendas no trimestre, um crescimento orgânico de 15%. Embora o desempenho da gigante Louis Vuitton não tenha sido detalhado, a LVMH sublinha que a casa "continua a sua notável progressão em todas as áreas”. “Para dar resposta à procura crescente e limitar as ruturas de stock, foi aberto um novo atelier de artigos de couro em França, num local que pode acomodar 500 pessoas. Vários outros projetos estão em curso", especifica a empresa.
 
A Distribuição Seletiva (Sephora, DFS), a segunda atividade do grupo, viu o seu volume de negócios aumentar 10% para 3,5 mil milhões de euros. A gigante do luxo, que não dá perspetivas em números para o exercício em curso, indica apenas que pretende “reforçar ainda mais em 2019 a sua liderança no mercado mundial de produtos de alta qualidade”.

"Num ambiente dinâmico neste início do ano, marcado contudo por um contexto geopolítico incerto", a LVMH "manterá um rígido controlo de custos e direcionará os seus investimentos para a qualidade, a excelência e a inovação dos seus produtos e da sua distribuição".
 
Em 2018, o grupo registou um ano recorde, com as vendas a totalizarem 46,8 mil milhões de euros e o lucro líquido a chegar aos 6,4 mil milhões.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.

Luxo - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER