LVMH: crescimento orgânico aumentou 13% no primeiro trimestre

Paris (Reuters) - A LVMH viu o seu crescimento orgânico aumentar 13% no primeiro trimestre, superando as estimativas dos analistas num mercado de luxo cuja dinâmica permanece muito sólida, impulsionada, principalmente, pelos consumidores chineses.

© Reuters

As vendas da líder mundial do luxo, proprietária de mais de 70 marcas, incluindo Louis Vuitton, Dior, Moët & Chandon e Sephora, totalizaram 10,85 mil milhões de euros, superando os 10,64 mil milhões de euros do consenso estabelecido pela Inquiry Financial.

A taxas de câmbio constantes, o crescimento foi ainda maior, atingindo 13% em vez dos 9% esperados pelos analistas, após um aumento de 11% no quarto trimestre de 2017, e de 12% no último ano fiscal.

No centro das atenções dos investidores, a divisão de moda e artigos de couro, na qual está inserida a Louis Vuitton, a principal contribuinte para os lucros do grupo, teve um crescimento orgânico de 16%, apesar de uma base de comparação muito alta (as vendas aumentaram 15% há um ano), após um aumento de 10% no quarto trimestre de 2017.

A divisão de bebidas Wines & Spirits (Moët & Chandon, Dom Perignon, Hennessy), a segunda mais lucrativa do grupo, também acelerou o ritmo, com crescimento orgânico de 10% depois de alcançar 6% no trimestre anterior.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER