×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
6 de out. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

La Redoute adota nova imagem e revela plano trienal

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
6 de out. de 2022

Depois de este ano o grupo Galeries Lafayette ter subido para 100% a sua presença no capital da La Redoute (após adquirir 51% das ações em 2017), o site francês de moda e casa apresenta o seu novo roteiro. O seu plano para 2023-2026, batizado "The great R", enumera os seus caminhos de desenvolvimento e revela uma nova identidade visual. Neste contexto, a La Redoute adotou um logótipo de estilo 'artístico'.


Nova identidade visual da La Redoute - DR


"Quadrado (como uma casa) e em movimento, trata-se de um logótipo camaleão que pode ser declinado infinitamente, tanto em cores vivas como em estampdoas ousados, simbolizando a adaptabilidade de La Redoute a todos os lares e às tendências do seu tempo", expressa a empresa, que em 2012 fez um primeiro facelift à sua assinatura, passando então do seu verde histórico para o preto.
 
Ao alterar agora o seu logótipo, a La Redoute quer mostrar que ampliou a sua oferta: a casa e a decoração ocupam cada vez mais espaço ao lado do vestuário. Marie Guillemot, diretora de marca e comunicação, descreve: "Em menos de dez anos, a La Redoute evoluiu muito. Mas, muita gente ainda não o sabe. Era, portanto, hora de retrabalhar a nossa identidade visual. Combinando o talento da agência Carré Noir e uma dose de ousadia, escolhemos uma imagem da La Redoute fiel à sua personalidade: pop, colorida, espontânea, sempre em movimento e decididamente trendy."

Este rejuvenescimento gráfico é notório no site e na app da La Redoute, que também passaram por uma reformulação completa, com a ideia de propor mais conteúdo inspirador.


Diferentes variações do novo logótipo - DR


Uma nova imagem que acompanha as suas ambições de desenvolvimento a três anos, assente em quatro pilares. O primeiro? Reforçar a posição da La Redoute no mercado, enriquecendo a sua oferta em todos os canais (incluindo BtoB).
 
Em segundo lugar, a La Redoute pretende expandir a sua presença internacional, abrindo-se a novos países, nomeadamente Países Baixos, Itália e Alemanha. Em seguida, a comerciante online pretende otimizar e internacionalizar a sua plataforma tecnológica e logística. Nesse sentido, vai proceder à transição da logística interna de produtos para um novo armazém em Cambrai.
 
Por fim, a empresa liderada por Philippe Berlan pretende continuar a sua transformação cultural "para fazer da La Redoute uma comunidade de empresários responsáveis, comprometidos em cumprir a visão da empresa". Tudo isso enquanto continua a aplicar uma política de RSC de longo prazo.
 
A definição destes quatro objetivos não é acompanhada por um limite quantificado a atingir, mantendo-se a empresa discreta no seu balanço contabilístico. Simplesmente indica no seu site que gerou um volume de negócios de 1046 milhões de euros em 2020, 30% dos quais gerados no estrangeiro.
 
Com mais de 12 milhões de visitantes únicos por mês, além da internet a La Redoute atua por meio de uma rede de doze lojas de marca e cinquenta corners nas Galeries Lafayette.

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.