Laura Biagiotti força Balmain a rever seu logótipo

A logomania e a explosão de monogramas criados pelas marcas em busca de uma identidade visual forte e imediata pregaram uma partida à Balmain. Em dezembro de 2018, a marca parisiense de luxo, que pertence ao fundo Mayhoola, ganhou uma nova imagem ao adotar um novo logótipo mais moderno e simples e o seu primeiro monograma. Mas, desde o início, a sua semelhança com o logótipo da histórica marca de luxo italiana Laura Biagiotti foi assunto, gerando polémica.


Os dois monogramas apresentados pela Diet Prada no Instagram - Instagram

O caso, que foi amplamente difundido pelas redes sociais, acaba de ganhar uma conclusão, através de um acordo amigável entre as duas marcas, a fim de evitar "uma possível interferência entre o novo grafismo do monograma Balmain e logótipo ‘LB' do Grupo Biagiotti", anunciou a marca romana num comunicado conjunto.

"Com base neste acordo, a partir da coleção primavera-verão 2020, a Balmain começará a usar uma nova versão do seu próprio monograma, que será apresentado ao público nesta ocasião", diz o comunicado. A marca cujo diretor criativo é Olivier Rousteing terá que repensar o seu logótipo, que começou a invadir as coleções, principalmente os acessórios.

Fundindo as iniciais do seu fundador Pierre Balmain com o “P” adjacente e sobreposto ao “B”, este logótipo preto sobre um fundo branco no centro de um círculo era semelhante ao da Laura Biagiotti, cujo “L” é adjacente ao “B”, também preto no centro de um quadrado branco. Uma semelhança imediatamente apresentada pela influente conta de Instagram Diet Prada.

O logótipo da Balmain lembra o logótipo renovado da Burberry, com formas arredondadas, mas atravessado por um “T”.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosMédiasCriação
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER