×
709
Fashion Jobs
JD SPORT
Demand Planner_Sport Zone(m/f)
Efetivo · Maia
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Braga
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Direct-tO-Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer - Spanish Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Apo (Snp/Ibp) Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Non-Trade Procurement Business Analysis (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Footwear Buyer
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Apparel Buyer
Efetivo · Alicante
SACOOR BROTHERS
Fiel de Armazém (Storekeeper) - c. Comercial Colombo (m, f)
Efetivo · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant - c. Comercial Norteshopping (m, f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - People Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Reporting & Analytics (M/F/D) - Direct to Consumer Ecommerce
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo 1
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
Publicado em
27 de out. de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Laura Diser (Courir): “Em 2022, abriremos pelos menos mais 5 lojas em Portugal”

Publicado em
27 de out. de 2021

Chegada a Portugal no verão de 2020, em pouco mais de um ano a Courir abriu três lojas no mercado nacional. Um ritmo que a cadeia de lojas de sneakers de origem francesa pretende não só manter, como acelerar e que se insere num projeto de expansão internacional que tem a Península Ibérica com uma das sua regiões prioritárias.

Por ocasião da inauguração da nova flagship store da Courir em Lisboa, a Fashion Network falou com Laura Diser, responsável ibérica de marketing e comunicação, para perceber quais serão os próximos passos da Courir no mercado português.


Laura Diser, responsável ibérica de marketing e comunicação da Courir - Fotografia: DR


Fashion Network: O que levou a Courir, há um ano, a entrar no mercado português?

Laura Diser: Após 40 anos de crescente prosperidade em França, estamos cientes de que o mercado internacional é o futuro do grupo. Assim, o projeto de expansão em Portugal está profundamente enraizado na estratégia da Courir desde 2019. Esta é uma questão-chave que a pandemia não pôs em causa, visto que em 2020 abrimos a nossa primeira loja no Porto, seguida de Coimbra alguns meses depois. Dando continuidade ao projeto, em 2021 foi inaugurada a nossa flagship store em Lisboa. E, agora que a situação sanitária está a normalizar, em 2022 abriremos pelo menos mais cinco lojas em Portugal. Se não mais...

Trata-se de um empreendimento ambicioso, porque acreditamos realmente que o nosso posicionamento único, focado na mulher, pode trazer algo de único para o mercado português em comparação com a atual oferta de sneakers.

FN: O que distingue esta nova loja de Lisboa das restantes da marca em Portugal?

LD: Estrategicamente, a Courir Store no Chiado é importante a vários níveis. A nível de marca, ancora a marca no cenário de marcas do país devido à sua localização na capital e envia uma forte mensagem de ambição e sustentabilidade. Em matéria de negócios, Lisboa é uma cidade altamente turística. A localização da Courir num centro comercial de dimensão internacional garante a disseminação da nossa marca e a sua ancoragem na economia local. No que diz respeito ao marketing, a cidade tem um dinamismo inegável: moda & design, imprensa, eventos, influência...É o lugar certo para maximizar o alcance das nossas próximas ações.

FN: Qual a importância de ter uma flagship store na capital, numa altura em que a compra online seduz cada vez mais consumidores?

LD: A estratégia é consolidar os fundamentos, ou seja, as lojas físicas, a um ritmo sustentado. Uma prioridade particular será impulsionar fortemente o comércio eletrónico a fim de cobrir totalmente todas as oportunidades de consumo atuais.

Desde este ano, o nosso canal de e-commerce está aberto aos clientes portugueses graças a um
grande desenvolvimento logístico que permite entregar qualquer encomenda wwww.courir.com em Portugal Continental o mais rapidamente possível. O site foi inicialmente traduzido para o inglês para servir este propósito e poder oferecer aos clientes portugueses toda a gama de produtos que nos caracteriza.

Por outras palavras, a nossa ambição é ter a mesma qualidade de serviço para os clientes portugueses e europeus. Isto porque uma das chaves da nossa diferenciação é a nossa abordagem omnicanal através de serviços que iremos trazer para as nossas lojas no futuro: click and collect express, envio da loja, etc. Para a Courir, o comércio físico e o comércio online não são opostos, mas complementares.


Flagship store da Courir em Lisboa, inaugurada este verão no Chiado - Fotografia: Courir


FN: Que balanço faz a Courir um ano após a sua entrada em Portugal?

LD: Apesar das dificuldades económicas, é um resultado muito positivo, como mostram as aberturas de lojas. O mercado tem reagido favoravelmente à nossa marca, que está mais enraizada na moda e é mais orientada para as mulheres, ao contrário dos nossos concorrentes, que estão mais focados no vestuário desportivo/urbano/masculino. A prova está na inauguração da nossa loja Courir Chiado. Todos foram muito recetivos à nossa mensagem e ao nosso conceito. Acredito que, hoje em dia, autenticidade é o que os consumidores procuram: uma marca que tenha uma mensagem significativa, que pense e, acima de tudo, aja de acordo com essa mensagem.

FN: A marca tem também reforçado a sua presença a nível ibérico. É uma das grandes apostas da Courir?

LD: A Península Ibérica é uma das áreas prioritárias para o Grupo Courir nos próximos anos, como demonstra a rápida expansão da Courir em Espanha e Portugal nos últimos três anos. E, agora que a situação sanitária voltou ao normal, em 2022 abriremos pelo menos 10 lojas na Península: cinco em Portugal e cinco em Espanha.

FN: Atualmente com lojas em França, Portugal, Espanha, Bélgica e Luxemburgo, quais são as próximas apostas da Courir?

LD: Queremos apostar na nossa internacionalização na Península Ibérica. É uma aposta ambiciosa que levamos muito a sério. Uma aposta de cada vez. No entanto, isso não significa que não estejamos a expandir-nos para outros lugares, como mostra a aquisição da muito exclusiva marca dinamarquesa Naked Copenhagen.

FN: Relativamente a essa aquisição: tornar-se uma referência no segmento feminino é um objetivo?

LD: Sim, efetivamente. A nossa ambição é ser líder em sneakers de senhora na Europa. Esta aquisição preenche todos os requisitos da nossa estratégia e reforça a nossa relevância com uma marca vanguardista em termos de tendências de moda e de produtos e exclusivamente para mulher. É também uma marca essencialmente digital presente em mercados complementares ao nossos (nórdicos).

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.