×
Por
Portugal Textil
Publicado em
25 de jan. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Ligação direta à indústria

Por
Portugal Textil
Publicado em
25 de jan. de 2021

Constança Entrudo com a Trimalhas, a Duarte com a Albano Morgado e Hugo Costa com a Troficolor são apenas algumas das parcerias que estão a colocar os designers e a indústria têxtil do mesmo lado.


Duarte - ©ModaLisboa/Ugo Camera


Batizada Maze, a mais recente coleção de Constança Entrudo divide, incluindo no nome, o protagonismo com a Trimalhas, especializada em tricotagem. «A parceria resulta de um contacto que fui desenvolvendo com a Trimalhas ao longo do ano passado e foi-me feita esta proposta de fazer uma coleção em conjunto», revela a designer. «Achei interessante e adequado também aos tempos que correm, porque as pessoas procuram muito mais as malhas e o conforto, de certa forma, e sempre gostei muito de explorar a flexibilidade dos têxteis», explica ao Jornal Têxtil.

Uma parceria que remeteu Constança Entrudo para o passado, já que a sua formação é em design têxtil, concluída na Central Saint Martins, em Londres. «Era quase como se trabalhasse numa fábrica, foi bom voltar um bocadinho para trás», confessa.

O resultado foi uma coleção desenvolvida com malhas produzidas a partir de plástico reciclado, declinada em tons de verde e lilás, e com inspiração na ilha da Madeira, que na ModaLisboa foi apresentada na forma de um labirinto. «Esta coleção foi um projeto que já tinha começado a explorar na faculdade. Já tinha começado a explorar esta ideia de nos perdermos com um propósito, sermos confundidos para depois encontrarmos a resposta. Durante a quarentena voltei a revisitar todos os meus projetos e foi assim que surgiu», assume a designer, que cita ainda influências da literatura de Jorge Luis Borges e das esculturas de Eduardo Chillida.

A coleção tinha já sido apresentada em formato digital na Semana de Moda de Londres. «É muito diferente o feedback que se recebe e a perceção que as pessoas têm da coleção», reconhece Constança Entrudo. «Foi uma experiência diferente e é também um bocadinho o futuro», admite a designer, cujo trabalho está à venda online em Portugal e, em breve, em pontos de venda físicos e digitais em França, Reino Unido, Holanda, Canadá, EUA e Japão. «A internacionalização é o meu maior objetivo, mas também crescer de uma forma sustentável e da forma certa», sublinha. Quanto à parceria com a Trimalhas «sem dúvida» que é para continuar, garante Constança Entrudo.

Quem também tem uma parceria para manter é a Duarte, que conta com o apoio, há algum tempo, da Albano Morgado, produtora de lanifícios. «Foi uma parceria que começámos a desenvolver desde o início, a empresa acreditou em nós», adianta Ana Duarte. Para a coleção para a primavera-verão 2021, que a designer apresentou, como habitualmente, na ModaLisboa, a empresa forneceu lãs frias, usadas numa gabardine e num macacão. «Metemos as lãs porque são materiais frescos para usar à noite ou num dia em que passe uma brisa suave de primavera», justifica.

Esta não foi, contudo, a única parceria da Duarte, já que o ponto de partida das propostas para a estação quente do próximo ano foi uma coleção desenvolvida com a marca de calçado portuguesa Exceed Shoes Thinkers. «Já tínhamos feito uma parceria com eles no último desfile, mas não tínhamos feito os sapatos. Eles desafiaram-me a desenhar a coleção e aí fui ao arquivo de imagens», indica. Os eucaliptos arco-íris, típicos de Maui, estamparam o sportswear típico da Duarte, mas em tons de mar e da praia.

Já a Troficolor, especialista em denim, juntou-se a Hugo Costa para produzir o fardamento do staff do Portugal Fashion, mas também em apoio à coleção própria do designer. “Doss”, como foram batizadas as propostas para a próxima primavera-verão, parte da história do soldado e socorrista norte-americano da II Guerra Mundial, Desmond Doss, dando origem a silhuetas simples e fluidas em tons de branco, preto e azul.

A Troficolor apoiou ainda David Catalán, Inês Torcato e Maria Gambina, que desfilaram no Portugal Fashion, e Ricardo Andrez e Bolota Studio na ModaLisboa. «Estes criadores são exemplos de excelência do made in Portugal», salienta a empresa em comunicado.

Copyright © 2021 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.