×
326
Fashion Jobs
ADIDAS
Procurement Manager (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sap sd (Afs & s4/Hana) (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply Primary Data (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Supply Chain Management Products - Tms Integration (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Planning Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager Supply Chain (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Marketplaces Account Manager - Oportunidade de Contrubuir Para a Internacionalização da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (F/M/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Hcm/sf Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Brand Operating Overheads (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Group Functions Controlling Legal (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Marketing Working Budget (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de jun. de 2022
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Lola Casademunt ultrapassa os 12 milhões de euros no primeiro semestre e prepara a sua entrada no México

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de jun. de 2022

A marca catalã Lola Casademunt carrega no acelerador em 2022: conclui o primeiro semestre do ano com 12 milhões de euros em vendas e ambiciona ultrapassar os 25 milhões no final do exercício. Para isso, fortalecerá a sua rede de distribuição a retalho com sete novas lojas em Espanha e entrará no México pela mão do Palacio de Hierro, além de abrir a primeira loja em Lisboa.


Paco Sánchez, diretor-geral da Lola Casademunt - Lola Casademunt


A marca de moda feminina, que opera com as linhas Lola Casademunt e Lola Casademunt by Maite (esta última mais focada em ocasiões especiais), registou 85% das suas vendas no mercado doméstico nos primeiros seis meses do ano e 15% no mercado internacional.
 
Por canais de venda, o retalho representou 47% do total (5,5 milhões de euros), seguido do multimarca (44%, 5,3 milhões de euros) e do online (9%, 1 milhão de euros). Na sua rede comercial física, a marca inclui as suas 12 lojas próprias, os seus quatro franchises e os seus 25 corners no El Corte Inglés, enquanto online engloba tanto o seu e-commerce como o marketplace do El Corte Inglés. A sua rede multimarca espanhola ultrapassa os 550 estabelecimentos.

Indo além dos números, a estratégia da Lola Casademunt, dirigida desde fevereiro de 2020 por Paco Sánchez, passa por continuar a ampliar a sua presença offline com diversos projetos. Por um lado, no restante de 2022, expandirá o seu parque de lojas em Espanha com sete aberturas: em Valência, abrirá em julho; em San Sebastián, em agosto; em Palma, em setembro; na calle Ayala, em Madrid, em outubro, e atualmente procura espaços para se instalar em Saragoça, Málaga e Las Palmas de Gran Canaria.
 
No El Corte Inglés, um dos seus principais parceiros, abrirá brevemente em Tenerife, Sanchinarro (Madrid) e A Coruña, com o objetivo de se juntar também à oferta do grupo em Jaén e Valência.
 

México e Portugal, dois destinos chave



O mercado internacional, no qual entrou em 2021, é outro dos eixos em torno do qual se desenrola o plano estratégico da empresa, que se prepara para entrar no México a partir de setembro com a abertura de cinco espaços de venda na cadeia de department stores Palacio de Hierro.

Em Portugal, onde a marca acelerou no ano passado com a incorporação de um novo agente multimarca e da abertura do canal online, encontra-se em negociações para abrir a sua primeira loja monomarca em Lisboa, tendo também como objetivo o lançamento de um corner do El Corte Inglés, na capital portuguesa.


Loja da Lola Casademunt em Bilbau - Lola Casademunt


Com mais de 150 pontos de venda internacionais atualmente, a Lola Casademunt opera em mercados como França, Bélgica, Itália ou Porto Rico e procurará, entre o final deste exercício e o início de 2023, chegar à Alemanha, Colômbia, Áustria, Polónia ou Emirados Árabes Unidos.
 
Também com o mesmo objetivo de ganhar notoriedade e quota de mercado no estrangeiro, a marca espanhola aguarda o seu lançamento na Zalando, que chegará em breve e, numa fase inicial, a levará a cinco países europeus.
 

Equipa, a sustentabilidade como meta e sem subida de preços


 
Nos últimos dois anos, a Lola Casademunt tem sido liderada por Paco Sánchez, antigo diretor da Pronovias, que chegou à marca com o desafio de impulsionar a sua expansão e que se deparou com  o desafio inesperado de gerir uma pandemia.

O diretor-geral declara: “Cheguei com um projeto muito claro e a ideia de o tornar realidade, de fazer acontecer. E não se pode fazer isso sozinho, por isso tenho muito orgulho da equipa que temos, profissionais do mais alto nível. Estamos num momento doce e não temos grandes aspirações além de crescer diariamente e estar ao lado do cliente, seja final ou multimarca.” No ano passado, a marca cresceu 79% em termos homólogos, para 15 milhões de euros.
 
Neste compromisso de se posicionar ao lado dos seus clientes, Sánchez destaca que, no atual contexto inflacionário, a empresa está empenhada em não aumentar os preços. "Na verdade, caíram 2%", diz. A fórmula? Melhorar a logística, a cadeia de aprovisionamento e a gestão interna, segundo o diretor, que destaca ainda que, em pouco mais de dois anos, a Lola Casademunt realocou parte da sua produção e já fabrica 35% nas proximidades. “É uma responsabilidade estarmos localizados numa zona que já foi líder na confeção, por isso tentamos recuperar a produção nacional.”
 
No mesmo sentido, destaca-se o compromisso da empresa com a sustentabilidade, que “hoje é uma obrigação”, nas palavras do responsável. A empresa agrupa as suas peças de espírito responsável sob a égide da iniciativa Lola Love Life e tem como meta que em 2025 todas as suas roupas sejam sustentáveis.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.