×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
17 de nov. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Louis Vuitton abre a LV Dream já com planos de a transformar em hotel

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
17 de nov. de 2022

A Louis Vuitton revelou a LV Dream, a sua mais nova instalação de arte em Paris, localizada num prédio que planeia transformar em hotel.


Sede da LV em Paris - Getty Images


A notícia sobre a futura entrada da Louis Vuitton no sector da hospitalidade surge através de uma recente onda de investimento imobiliário que levou Bernard Arnault a adquirir três prédios em Paris por cerca de 900 milhões de euros.
 
O multibilionário francês aparentemente adquiriu as propriedades de Claude Dray, que faleceu em circunstâncias misteriosas em 2011, de acordo com o semanário de negócios francês Challenges.

Os novos endereços de Bernard Arnault certamente são prestigiosos. Começando com o número 22 da Avenue Montaigne, que por acaso é a sede do grupo de luxo, e localização do escritório principal de Arnault. Este edifício de 18.700 metros quadrados (16.000 metros quadrados de escritórios e 2.700 metros quadrados de lojas que abrigam uma boutique Louis Vuitton) era 60% de propriedade da família Dray e já 40% de propriedade da LVMH.
 
O segundo edifício está localizado no número 7 da Rue de la Paix, entre a coluna da Place Vendôme e a Ópera. São cerca de 3.100 metros quadrados de escritórios arrendados a vários inquilinos e 500 metros quadrados de loja ocupadas pela relojoeira Piaget. Por fim, o terceiro edifício está localizado no número 12 da Place des Etats-Unis, no 16.º Arrondissement, e oferece 5.600 metros quadrados de escritórios alugados para a marca de vanguarda Martin Margiela.
 
O que, ironicamente, torna Arnault patrão do diretor criativo da Margiela, John Galliano, o homem que demitiu do cargo de designer da Christian Dior há uma década.
 
Os planos imobiliários da Louis Vuitton na capital francesa concentrar-se-ão em transformar a sede corporativa da marca num complexo que incluirá um hotel inaugural da Louis Vuitton e a sua maior loja em todo o mundo.
 
A LVMH, controladora da Louis Vuitton, já reformulou radicalmente o anteriormente badalado bairro do 1.º Arrondissement, localizado perto do shopping center Les Halles. Há 18 meses, a LVMH revelou a superloja radicalmente renovada La Samaritaine e o hotel Cheval Blanc, que se tornaram instantaneamente adorados pelos fãs do luxo.
 
A Vuitton, no entanto, permanece silenciosa sobre quando abrirá o seu primeiro hotel, o que será paralelo ao Cheval Blanc, na margem direita do Sena, com vista para a Pont Neuf. Há muito espaço para crescer, já que a sede da Louis Vuitton fica num prédio com 36 mil impressionantes metros quadrados.


LV Dream - Louis Vuitton

 
A exposição LV Dream, alargada a 2.000 metros quadrados, que abriu com uma confeitaria pop-up dirigida por Maxime Frédéric, chef em confeitaria do Cheval Blanc Paris, foi encerrada. No entanto, será reaberta no dia 12 de dezembro durante um ano, com uma loja de presentes e um espaço para shows que irá dar destaque às colaborações da marca com artistas.

As nove salas da LV Dream apresentam designs de nomes como Jeff Koons, Cindy Sherman, Takashi Murakami, Richard Prince e Yayoi Kusama, além de retratos inéditos do fundador da Louis Vuitton por Alex Katz. A Vuitton prevê mais de 2.000 visitantes por dia na LV Dream, que conta com entrada gratuita.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.