×
350
Fashion Jobs
Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
23 de dez de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Louis Vuitton lidera pesquisas do Google em 2020

Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
23 de dez de 2020

A fabricante de artigos de couro Louis Vuitton lidera as marcas mais pesquisadas no Google em 47 países em todo o mundo, muito à frente da Gucci e da Chanel, de acordo com dados compilados pela Money.co.uk.



O estudo baseou-se em 12 meses de dados de pesquisa do Google para determinar qual a marca de moda mais popular em cada país do planeta. Veredicto: a Louis Vuitton chega ao topo em 47 nações em todo o mundo, incluindo França, Reino Unido, Alemanha, Suécia, África do Sul, Marrocos ou Austrália. Uma popularidade quase mundial, que não é, no entanto, partilhada pelos continentes asiático e americano.
 

Chanel mais popular na Ásia

A Gucci ocupa o primeiro lugar entre as marcas de moda mais populares em 13 países, muito atrás da Louis Vuitton. A marca italiana, em destaque na imprensa em diversas ocasiões neste ano, nomeadamente com o lançamento da sua minissérie codirigida por Gus Van Sant, é unânime no Japão, México, Peru, Bolívia, Colômbia e, claro, Itália.

Na terceira posição, encontra-se a Chanel, que é a marca mais popular em 12 países. Curiosamente, a casa da parisiense nunca é citada na primeira posição na Europa, mas, em contrapartida, é sensação na Ásia e, principalmente, em Bali, Hong Kong, Indonésia, Laos e Tailândia.


Classificação por número de países nos quais a marca está em primeiro lugar em pesquisas no Google - DR


Embora não figure entre as três primeiras, a marca Calvin Klein é a escolhida em 11 países, entre os quais Rússia, Ucrânia e Chile. A marca Coach ocupa a sexta posição, sendo a mais popular no Brasil e na Arábia Saudita, enquanto a Loewe - última posição neste Top 10 - se destaca claramente nos Estados Unidos e Canadá.

Copyright © 2021 AFP-Relaxnews. All rights reserved.