×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
7 de out. de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Louis Vuitton: Richelieu n'Roll em pleno protesto climático

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
7 de out. de 2021

Ninguém pode acusar Nicolas Ghesquière da Louis Vuitton de falta de imaginação. O designer de moda francês, diretor criativo da marca desde 2013, coloca mais ideias num único look do que alguns designers fazem numa coleção inteira.


Louis Vuitton - primavera-verão 2022- womenswear - Paris - © PixelFormula


Embora claramente os manifestantes do clima não se possam importar. O desfile foi brevemente interrompido por uma ativista que trazia uma faixa com a mensagem "Overconsumption = Extinction" (Sobreconsumo = Extinção), antes de ser retirada da passerelle. Um tal lapso de segurança é surpreendente num show da LVMH.

Óculos gigantes de ouro em forma de chamas, um vestido carregado de lantejoulas e ouro, explodindo sob o cinto assimétrico de crinolina, cortados como dragonas militares, botas de cunha de couro envernizadas, atadas à frente e cravejadas nas laterais. Mais adicionando um saco Vuitton cor-de-rosa pendurado no ombro: e estamos apenas a referir-nos a um segundo look.

Praticamente cada passo foi uma colagem de ideias e de épocas nesta coleção Vuitton para a estação de primavera-verão 2022, revelada no Louvre na noite de terça-feira (5 de outubro), a marcar a data final da Paris Fashion Week. Um casaco de ganga foi transformado num casaco tipo bata do século XIX, uma micro camada de lantejoulas desenrolada numa crinolina de renda.


Louis Vuitton - primavera-verão 2022 - womenswear - Paris - © PixelFormula


Se estiver à procura de um top de estrela de Rock – com riscas verticais largas cravejado de lantejoulas pretas e prateadas – espere que este seja ligeiramente desequilibrado na lateral. Enquanto um sublime blazer de 12 botões se transforma numa mini capa, usada sobre os ombros em renda de ouro recuperada de um hábito de freira bordado.

Nicolas Ghesquière – cada vez mais atraído pelo tema da espiritualidade – chegou mesmo a produzir uma espécie de mitra dourada de cardeal com tranças de ouro a penderem debaixo do queixo.

Tudo isto foi apresentado na Passage Richelieu que liga a rue de Rivoli e a Pirâmide do Louvre, decorada para a ocasião com dezenas de candelabros gigantes e espelhos de parede. Como tudo isto estava ao serviço do conceito de Nicolas Ghesquière, como um "grand bal du temps", intemporal, onde diferentes épocas, códigos e roupas se dissolvem para dar origem a novas ideias. O título que dá à sua coleção? Transmissão.


Louis Vuitton - primavera-verão 2022 - womenswear - Paris - © PixelFormula


Do Rock'n'Roll ao Cardeal Richelieu, uma moda para Caterina di Médici (rainha consorte de França de 1547 até 1559, como esposa do rei Henri II), que respira um toque de modernidade em materiais normalmente reservados para cerimónias solenes, onde reinam os tecidos sumptuosos.

"Nesta noite, o tempo não importa, é o tempo que conta", disse o comunicado de imprensa do designer.

Mas os deuses do tempo não concordaram: os convidados que chegaram sob um pôr-do-sol suave tiveram de partir debaixo de um brutal aguaceiro, que atingiu proporções de Blade Runner, tendo sido a audiência literalmente obrigada a evadir-se pela multidão de milhares de fãs da marca, que esperava no exterior. As estrelas convidadas foram apanhadas num frenesim de disparos de paparazzi digno de uma escola de piranhas enquanto escapavam da chuva.


Louis Vuitton - primavera-verão 2022- womenswear - Paris - © PixelFormula


Num gesto generoso, a maison teve a boa ideia de mobilizar dezenas de jovens parisienses para distribuírem grandes chapéus-de-chuva aos convidados que estavam de partida.

Um sinal do poder da Vuitton: dezenas de autênticos VIPs estavam lá para esta noite inicialmente mais clemente. Os paparazzi profissionais ficaram extasiados por ver a atriz cubana Ana de Armas, a nova James Bond Girl, com um vestido-casaco Vuitton rosa, de duplo peito e sem mangas. Esta foi seguida de perto pela maior fã de Nicolas Ghesquière, a atriz sueca Alicia Vikander, com um casaco branco de ombros manchados em couro com acabamento de alto brilho.

Grandes atrizes (como Isabelle Huppert, Catherine Deneuve, Regina King ou Jennifer Connolly), entre outras celebridades emergentes (Phoebe Dynevor, da série Bridgerton, e Maria Bakalova), como o próprio campeão olímpico de mergulho Tom Daley, que fez uma aparição surpresa: não faltou o poder das estrelas nesta Galerie des Glaces (galeria ou salão de espelhos) de hoje.


Louis Vuitton - primavera-verão 2022 - womenswear - Paris - © PixelFormula


O estilo de apropriação indevida da cultura de Nicolas Ghesquière, com as suas roupas e acessórios impressionantes, pode não ser universalmente apreciado. Ainda recebe muito melhores críticas em França do que no estrangeiro. Mas o designer francês continua a oferecer toneladas de it-bags em cada desfile de moda. Este terminou com algumas soberbas malas de pele com patente, que certamente irão desencadear compras em massa. E continua a encher as gavetas de dinheiro da marca de luxo mais lucrativa do planeta.

Na Galerie des Glaces da Vuitton, não há fumo nem fogo e nem mesmo "miroir aux alouettes"! (Esta última, uma técnica de caça de cotovias, a partir de um pedaço de madeira cortada num arco com vários entalhes de pequenos espelhos colados, que atraem as referidas aves canoras do velho mundo.)
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.