×
328
Fashion Jobs
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply Primary Data (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Supply Chain Management Products - Tms Integration (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Planning Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager Supply Chain (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Marketplaces Account Manager - Oportunidade de Contrubuir Para a Internacionalização da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Senior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (F/M/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Hcm/sf Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Brand Operating Overheads (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Group Functions Controlling Legal (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Marketing Working Budget (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
1 de jun. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Lucro da Victoria's Secret diminui devido à inflação

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
1 de jun. de 2022

A Victoria's Secret anunciou que as receitas do primeiro trimestre caíram quase 5%, devido à queda nas vendas comparáveis, já que os lucros foram reduzidos durante o trimestre encerrado a 30 de abril, coincidindo com os custos da inflação.


Lucro da Victoria's Secret diminuiu devido à inflação - Instagram: @Darrenbarnet


A empresa com sede em Ohio registou vendas líquidas de 1,484 mil milhões de dólares (1,38 mil milhões de euros) no primeiro trimestre encerrado a 30 de abril, uma queda de 4,5%, em comparação com vendas líquidas de 1,554 mil milhões de dólares (1,45 mil milhões de euros) no primeiro trimestre do ano anterior. A proprietária das marcas Victoria's Secret Lingerie, Victoria's Secret Beauty e Pink disse que o resultado ficou no topo da sua orientação de vendas comunicada anteriormente, que era na faixa de queda de 4% a 8%.

Da mesma forma, as vendas totais comparáveis ​​do primeiro trimestre caíram 8%, em comparação com o primeiro trimestre de 2021. Excluindo o lucro estimado de 75 milhões de dólares (69,91 milhões de euros) para o primeiro trimestre de 2021 relacionado a pagamentos de estímulo do governo, as vendas líquidas ficaram essencialmente estáveis ​​ano a ano, acrescentou a empresa.

"Contra o pano de fundo de ventos contrários globais significativos e um ambiente inflacionário desafiador, entregamos resultados de vendas no limite superior da nossa faixa de orientação e ganhos ajustados por ação diluída melhores do que o esperado", disse Martin Waters, CEO da Victoria's Secret.

"O nosso desempenho é uma prova do trabalho árduo e do foco incansável da nossa equipa. Impulsionados pela revolução da nossa marca, fortalecemos a nossa conexão emocional com o nosso cliente e aumentamos ainda mais a nossa liderança em soutiens com o lançamento de produtos inovadores, enquanto nos concentramos diligentemente na eficiência das nossas operações de retalho. Como resultado dessas ações, estabilizamos o negócio e obtivemos mais de mil milhões de dólares (0,93 mil milhão de euros) em EBITDA nos últimos 12 meses.

No primeiro trimestre, a empresa registou um lucro líquido de 80,8 milhões de dólares (75,32 milhões de euros), ou lucro por ação diluída de 0,93 cêntimos de dólar (0,87 cêntimos de euro), mais de metade do lucro trimestral comparado ao lucro líquido de 174 milhões de dólares (162,20 milhões de euros), ou lucro por ação de 1,97 dólares (1,84 euros) no trimestre do ano anterior.

"Olhando para o futuro, acredito que temos a estratégia certa, o talento e a experiência e a conexão com o cliente de que precisamos para manter e aumentar a nossa posição dominante como líder de mercado na categoria de vestuário íntimo", disse Waters.

"Estamos bem preparados para continuar a enfrentar desafios macroeconómicos através de mercadorias e marketing, que encantam os nossos clientes, novas iniciativas de negócios projetadas para expandir a nossa base de clientes e aumentar as vendas e gestão financeira disciplinada. O nosso conselho e toda a nossa equipa estão alinhados com as nossas principais prioridades e estamos a trabalhar rapidamente juntos para promovê-los e criar valor para os nossos acionistas e outras partes interessadas".

Coincidindo com a sua atualização de resultados, a Victoria's Secret anunciou que Mariam Naficy foi eleita para o seu conselho de administração, elevando o conselho da empresa para oito membros. Com mais de 20 anos de experiência em retalho direto ao consumidor e digital, Naficay cofundou em 2007 o Minted, um mercado online de produtos criativos e personalizados, e atualmente atua como presidente do conselho e co-CEO.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.