×
260
Fashion Jobs
ADIDAS
Financial Controller & Reporting Senior Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Service Desk Specialist
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
HR Controlling & Data Analytics Senior Specialist (m/ f
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Manager - Project Management & Strategy
Efetivo - CLT · Porto
 GRUPO CONSTANT SERVIÇOS EMPRESARIAIS, LDA.
Area Manager - Retalho/Moda (m/f) - Lisboa
Efetivo - CLT · Lisboa
ADIDAS
Sales Associate Centro Comercial Norteshopping
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Sap Specialist fi/co e HR
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Gbs Senior Buying Specialist (m/ f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
General Ledger Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
H&M
Senior Lawyer - Expansion Department
Efetivo - CLT · Barcelone
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Arrábida Shopping - Vila Nova de Gaia (m, f)
Efetivo - CLT · Porto
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Rua Pascoal de Melo (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Costureira de Alta Costura- Oeiras Parque (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Dolce Vita Tejo (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
LA ESTAMPA
Coordenador de Estilo (m/f)
Efetivo - CLT · BRAGA
FARFETCH
Senior Men Stylist
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
FARFETCH
Senior Stylist
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
FARFETCH
Stylist Browns
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
VALÉRIUS
Estágio - Modelista
Estágio · BARCELOS
MR.MOOD
Estágio - Web Designer
Estágio · PORTO
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Assistente de Vendas Mandarim - Luxo
Efetivo - CLT · LISBOA
H&M
Area Human Resources For Portugal
Efetivo - CLT · Lisboa

Luxo e finanças, uma alquimia complexa

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 26 de nov de 2017
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Como alcançar a aliança perfeita entre moda, luxo e finanças? Como podem os fundos de investimento valorizar as marcas sem que estas percam a sua identidade e criatividade? Estas são algumas das questões que os participantes do Milan Fashion Global Summit 2017, que se realizou na quinta-feira, 23 de novembro, em Milão, tentaram responder.


Com o apoio dos fundos, a Golden Goose aumentou o seu volume de negócios de 20 para 100 milhões de euros entre 2013 e 2016 - goldengoosedeluxebrand.com


A entrada de um investidor no capital de uma marca de luxo pode ser um acelerador real para o seu crescimento, mas, às vezes, também pode desencadear uma dinâmica negativa, caso a marca se lance, por exemplo, em investimentos mal planeados, a uma velocidade que não acompanhe as suas capacidades.

"É inegável que, se estas forem bem geridas, a entrada de um fundo de investimento ou um IPO são sinónimo de grande valor agregado para as empresas de moda. Basta ver o sucesso espetacular da Moncler, Valentino e Golden Goose nos últimos anos, que duplicaram ou triplicaram o seu volume de negócios, enquanto as suas margens saltaram, atingindo crescimento de dois dígitos" , diz Emanuela Pettenò, sócia da empresa de auditoria PwC.

"Este tipo de operação extraordinária permitiu que estas empresas acelerassem a sua expansão internacional, fortalecessem a sua rede de retalho, expandissem a sua gama de produtos e implementassem uma estratégia de comunicação relevante. Estes são traços comuns encontrados em cada uma delas", acrescenta.

“No entanto, é preciso ter cuidado para não ir rápido demais", adverte Roberta Benaglia, fundadora e CEO da Style Capital sgr, que acompanhou com sucesso a primeira fase de crescimento de marcas como Twinset e Golden Goose. "Nos primeiros anos de expansão, as PME têm muitos desafios para enfrentar. Entrar de forma muito prematura na Bolsa pode paralisá-las um pouco, especialmente se não estiverem habituadas ao mundo das finanças".

Por outro lado, os fundos de investimento não podem abordar o mundo da moda e do luxo como um outro setor qualquer. "Os fundos têm um modelo único, que tendem a aplicar em todos os setores. Mas, a moda é diferente, é um mundo à parte. Para entrar neste negócio, é melhor já ter competências neste segmento", diz Andrea Morante, presidente da QuattroR sgr., empresa de gestão, promovida pelo Fundo Italiano de Depósito e Consignação. "Não é um mercado generalista."

"Quando entramos nestas pequenas realidades do Made in Italy, na maioria das vezes, vemos que a família está no controlo, com o pai na direção, a mãe na administração, o irmão no comercial, etc. Devemos primeiro entender a dinâmica dentro destas empresas, principalmente familiares, gerir o relacionamento com estas pessoas e criar uma organização em torno deste núcleo inicial. É uma alquimia complexa", resume Roberta Benaglia, lembrando que "investir em luxo pode ser muito interessante, gerando retornos muito bons, mas se o investimento for mal gerido, também pode haver grandes perdas".

O sucesso vai depender da maneira como fundo conseguir integrar uma nova organização mais gerencial dentro da empresa, "sem cortar as suas asas", como observa Andrea Ottaviano, managing partner da L Catterton Europa. "O mais difícil é preservar a imaginação da empresa e do empreendedor, tornando-a mais gerencial."

Neste contexto, o fator humano desempenha um papel decisivo. "O investidor deve ter a capacidade de escolher as pessoas certas, gestores que saibam também ser empresários, capazes de ganhar a confiança do fundador da empresa e o seu apoio para a transmissão dos valores e savoir-faire da empresa”, acrescenta.

"Para ganhar essa confiança, começamos a trabalhar junto com os empresários desde os primeiros estágios, às vezes até dois anos antes de concluir uma operação", diz Roberta Benaglia. "Aproximamo-nos, eles acabam por nos conhecer melhor e, pouco a pouco, começam a apreciar os nossos conselhos e ajuda. É um esforço de longo prazo", conclui.
 

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.