×
307
Fashion Jobs
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
30 de nov. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

LVMH atribui a 40 artesãos virtuosos o seu prémio Métier d'Excellence

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
30 de nov. de 2022

Elogiando-os como “o coração pulsante”, o CEO da LVMH, Bernard Arnault, elogiou à distância os mais recentes artesãos virtuosos candidatos a ganhar o prémio Métier d’Excellence do conglomerado de luxo.


A LVMH atribui a 40 artesãos virtuosos o seu prémio Métier d'Excellence - LVMH


No interior da sala de concertos Salle Pleyel, os artesãos presentes provinham de todo o tipo de habilidades – folheadores de ouro, fabricantes de sacos, artistas maquilhadores e especialistas em ferro dentro da LVMH, o grupo com sede em Paris que controla cerca de 75 marcas de luxo.
 
Como parte da sua política conhecida como Show Me Immersion, a LVMH enviou equipas a escolas secundárias de todo o território francês para apresentarem os seus múltiplos métiers artesanais. Estima que existem cerca de 280 métiers dentro da LVMH, que controla marcas como a Dior, Vuitton, Givenchy, Fendi, Gucci, Bulgari, Tiffany,  champagnes Veuve Clicquot e Möet & Chandon e cognac Hennessy.

O embaixador do projeto é Tony Parker, o jogador de basquetebol mais famoso de França, que se tornou o playmaker do San Antonio Spurs, e conquistou quatro títulos da NBA (National Basketball Association).
 
"Estou animado pela transmissão, devolvendo à geração seguinte para criar oportunidades. Por isso, sinto-me afortunado por me ter ligado à LVMH. Digo a todos os jovens da minha academia (de basquetebol) que se tiverem um sonho e o contarem a alguém e esse alguém não os gozarem, então não estão a sonhar suficientemente alto. Quando eu disse às pessoas em criança que queria ser o primeiro jogador europeu numa equipa da NBA, gozaram comigo. 'Como é que um miúdo magricela como tu poderia alguma vez conseguir isso', diziam", riu Tony Parker.
 
Num momento tocante no palco, entrevistou Zinedine, um jovem de Montpellier que por chumbar na escola, se tornou eletricista, tentou a Legião Estrangeira e acabou nas ruas, antes que uma instituição de caridade chamada La Refuge o acolhesse. O que o ajudou a assistir a uma apresentação da LVMH e o levou a entrar na escola de moda IFM de Paris.
 
"E agora estou a fazer uma aprendizagem com a Dior. Nunca teria imaginado isso", sorriu, rendido ao grande aplauso da audiência de 1.500 pessoas.
 
Uma marca da LVMH particularmente focada na habilidade artesanal é a Loewe, cujo diretor criativo Jonathan Anderson, explicou que depois de se aperceber que não era suficientemente bom para ser ator, começou a vestir-se à janela e a fazer fatos. "A moda era algo em que eu caía", brincou Anderson em palco.
 
Desde que se tornou designer da Loewe, a sua criatividade tem sido baseada na sua própria obsessão inicial de "aprender como as coisas eram feitas ou como se faziam para lá chegar", disse. "A começar pela cerâmica, que o meu avô costumava colecionar. Tive muita sorte em terminar com uma marca que tinha tudo a ver com isso".
 
A força motriz por detrás de todo o projeto Métiers d'Excellence é Chantal Gaemperle, diretora de Recursos Humanos e Sinergias da LVMH, que num discurso de abertura listou cinco pilares: sensibilizar, orientar, treinar, desenvolver potencial e acrescentar valor.
 
"Numa altura em que a indústria do luxo está a experimentar escassez de pessoal em certas profissões de artesanato, vendas ou hospitalidade, é absolutamente essencial promover oportunidades de carreira nos nossos 280 Métiers d'Excellence entre as gerações jovens", sublinhou Gaemperle.
 
Há um ano, todas as marcas do grupo assinaram um manifesto "WE for ME" ("Worldwide Engagements for Métiers d'Excellence"). Só este ano, a LVMH realizou apresentações a mais de 1.600 jovens do ensino secundário em França, enquanto mais de 2.000 aprendizes foram lançados pela empresa alargada desde 2014.
 
"Este evento ilumina a fonte do desempenho duradouro do nosso grupo, nomeadamente o sucesso dos nossos produtos artesanais", concluiu Arnault num discurso em vídeo.
 
Cada um dos virtuosos recebeu orgulhosamente broches de insígnias concebidas especialmente pela Chaumet, uma maison joalheira da LVMH.
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.