×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
29 de abr. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

LVMH: Guillaume Motte nomeado Diretor Executivo Adjunto do grupo

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
29 de abr. de 2021

A LVMH está a reforçar a gestão da sua divisão Fashion Group, que reúne as marcas "mais pequenas" do grupo, incluindo a Celine, Givenchy, Loewe, Emilio Pucci, Kenzo, Marc Jacobs e Patou, a qual é dirigida desde 2017 por Sidney Toledano. O diretor executivo poderá agora contar com o apoio de Guillaume Motte, que foi nomeado diretor executivo adjunto.


Guillaume Motte, nomeado diretor executivo adjunto da divisãoLVMH Fashion Group - DR


Atualmente presidente da Europa e Médio Oriente da Sephora, a cadeia de beleza do colosso francês, Guillaume Motte ocupará esta posição recém-criada a partir de 3 de maio. Enquanto a LVMH acaba de integrar a Tiffany e se prepara para o relançamento pós-pandémico, as grandes manobras continuam a consolidar a sua gestão. Assim, em dezembro passado, a italiana Andrea Guerra, responsável pela LVMH Hospitality Excellence durante um ano, também foi encarregada da supervisão da Fendi e Loro Piana.
 
Como é cada vez mais o caso na indústria do luxo desde a pandemia, a LVMH tem privilegiado o recrutamento interno, optando por aproveitar ao máximo as competências e a rica experiência de Guillaume Motte (49), um ex-aluno da Centrale Paris, mestre em Economia pela Universidade de Cambridge e MBA pelo Insead. O gerente foi visto em 2018 pelo grupo de Bernard Arnault, que o tinha roubado da Celio, onde era presidente desde 2015, para dirigir a Sephora Europa e Médio Oriente. Antes da Celio, Motte dirigiu a Jennyfer, a marca feminina do grupo, entre 2001 e 2014.

Guillaume Motte começou a sua carreira nO BNP. Também deu provas de si próprio na McKinsey antes de se mudar para a venda a retalho. O homem começou em 1999 na Fnac Eveil & jeux, da qual se tornou gerente geral em 2003, assumindo a gestão da Fnac Suíça dois anos mais tarde. De 2007 a 2011, liderou também como CEO o desenvolvimento da Al Tayer Trends, uma holding privada especializada no retalho de estilo de vida, com sede no Dubai.

O seu sucessor na Sephora ainda não foi anunciado.
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.