×
270
Fashion Jobs
LION OF PORCHES
Vitrinista (m/f)
Efetivo - CLT · LISBOA
FARFETCH
Studio Art Director
Efetivo - CLT · BRAGA
SALSA
SEO Specialist
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Senior Manager HR - Global Business Services Porto (M/F/D)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
HR Controlling & Data Analytics Senior Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
¡ÁNIMO, VALIENTE!
Fashion Deconstruction Lover
Estágio · BARCELONA
DECENIO
Stylist (m/f)
Efetivo - CLT · VILA DO CONDE
MINGA LONDON
Coordenador de Produção / Encomendas Textil
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
UNREAL FIELDS
Business Developer And Customer Support Intern
Estágio · LISBOA
ADIDAS
Senior o2c Customer Master Data (m/f) - Italian Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
o2c Credit And Collections Specialist - German Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Junior Controller & Reporting Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Accountant (m/f) - Fixed Assets
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Accounting Team Leader (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
o2c Credit And Collections Specialist
Efetivo - CLT · Porto
TRUSSARDI
Store Manager
Efetivo - CLT · LISBOA
CONFIDENCIAL
Modelista - Estagiaria
Estágio · BARCELOS
CONFIDENCIAL
Gerente de Loja/ Store Manager
Efetivo - CLT · FARO
SALSA
Vendedores de Loja Part-Time - Madeira Shopping (m/f)
Efetivo - CLT · Funchal
SALSA
Salsa Gerente de Loja – Parque Atlântico – Encontra Aqui a Tua Paixão
Efetivo - CLT · Ponta Delgada
SALSA
Consolidation & Reporting Specialist - Equipa Com Experiência e Vitalidade
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Engenheiro Civil - Oportunidade Internacional Plena de Aventura e Dinamismo
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão

LVMH: regresso do crescimento orgânico

Por
AFP
Publicado em
12 de out de 2016
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

As vendas do gigante do luxo LVMH ultrapassaram os 9 mil milhões de euros no terceiro trimestre, tendo seu crescimento acelerado para +6% depois de um primeiro semestre menos dinâmico, segundo um comunicado publicado esta semana.

LVMH apresenta crescimento. - Louis Vuitton


O grupo número um mundial do setor, que detém cerca de sessenta marcas dentre as quais Louis Vuitton, Fendi, Sephora, Berluti ou ainda Hennessy, vê, entre outras coisas, o volume de negócios da sua principal divisão, a Moda e Marroquinaria, exibir +2% em dados orgânicos, depois de um crescimento nulo durantes os seis primeiros meses do exercício.
 
"O terceiro trimestre marca uma aceleração em relação às tendências do início do ano. A Ásia, excluindo Japão, melhorou sensivelmente no trimestre. O mercado americano segue bem orientado, assim como a Europa, exceto França, ainda afetada por uma queda do turismo", destaca o grupo de Bernard Arnault.

Os 9.138 milhões de euros de volume de negócios trimestral são superiores ao consenso estabelecido pela fornecedora de dados financeiros Factset, que contava com 8.993 milhões de euros.
 
Com +6% de crescimento orgânico nesses três meses, a LVMH reencontra o nível atingido para o acumulado do ano de 2015, ao passo que o início do exercício havia conhecido uma desaceleração com +3%, no primeiro trimestre, e +4% no segundo. Nos nove meses, as vendas totalizam 26.300 milhões de euros, exibindo avanço de 4% em um ano e de 5% em dados orgânicos.
 
Foi a divisão de Moda e Marroquinaria, pilar do grupo, que a puxou para o alto: ela exibe 5% de crescimento orgânico no trimestre, depois de uma estagnação ao longo do primeiro semestre. A marca "Louis Vuitton mantém uma forte dinâmica e explora um novo território com o lançamento dos perfumes Louis Vuitton", destaca o comunicado, em referência ao lançamento de sete fragrâncias em setembro, que marcaram o retorno da grife ao mundo dos perfumes, depois de uma ausência bem longa. Sem dar detalhes numéricos, a LVMH aponta também que a Fendi "regista um sensível crescimento das suas vendas" e que a Céline, Loewe e Kenzo "conheceram bons avanços".
 
Quanto à Distribuição seletiva, segunda em termos de volume de negócios, o crescimento orgânico atinge 8%, indo aos 2.800 milhões de euros. "Sephora ganha parcelas de mercado em todos os cantos do mundo e regista um crescimento na casa dos dois dígitos das suas vendas", explica a LVMH, que destaca, no entanto, que a DFS (Duty Free Shops) "enfrenta na Ásia um contexto turístico difícil, em particular em Macau e Hong Kong".
 
Os Perfumes e Cosméticos avançam, por sua vez, 10% no terceiro trimestre, em especial graças à excelente dinâmica dos Perfumes Christian Dior que "ganham parcelas de mercado no conjunto dos países" e aos desempenhos realizados pela Guerlain e Givenchy no universo da maquilhagem.
 
Quanto aos relógios e à joalharia (em alta de 2%), a LVMH destaca, entre outras coisas, o "forte avanço em um mercado difícil" da Tag Heuer graças às suas novas coleções e ao seu relógio conetado.
 
Se ela não dá perspetivas numéricas, a LVMH aponta que, "num contexto geopolítico e monetário incerto", ela "dará continuidade à sua estratégia centrada na inovação e numa expansão geográfica alvo nos mercados mais dinâmicos".

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.