×
371
Fashion Jobs
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo · Alicante
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Dolce Vita Tejo (Ubbo) - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Amadora
H&M
Department Manager Lisboa
Efetivo · Lisboa
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time/ Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time / Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Évora Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Évora
TIFFOSI
Store Manager/ Gerente de Loja
Efetivo · Beja
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
LEVI'S
Part-Time 20h Levi Strauss Eci
Efetivo · Vila Nova de Gaia
SALSA
Digital Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Paid Marketing, Newsletters e Redes Sociais
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Coimbra - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Nosso Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila Real
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Porto Centro - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Porto
SALSA
Trade Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Wholesale & Department Store
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Algarve - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Faro
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Vila do Conde Fashion Outlet - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila do Conde
SALSA
Conseiller(e) de Vente 30h Aeroville
Efetivo · Paris
Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de set de 2020
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

LVMH responde com reclamação contra a Tiffany

Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de set de 2020

(Reuters) - A LVMH contra-atacou a Tiffany diante da justiça em Delaware na segunda-feira, argumentando que a má gestão da empresa de joalharia americana durante a pandemia de coronavírus lhe permite abandonar o seu plano de aquisição de 16 mil milhões de dólares (13,7 mil milhões de euros).


LVMH responde na justiça com reclamação contra a Tiffany - Reuters


O grupo de Bernard Arnault anunciou a 9 de setembro que, “nas condições atuais”, já não poderia concluir a aquisição da Tiffany, referindo-se nomeadamente à gestão da empresa de joalharia durante a epidemia e a um pedido do Ministério dos Negócios Estrangeiros francês para adiar a união "em reação à ameaça de impostos sobre os produtos franceses formulada pelos Estados Unidos". A Tiffany retaliou levando o caso à justiça, acusando a LVMH de violar os seus compromissos ao retirar-se do projeto.

Na sua queixa apresentada na segunda-feira no "Chancery Court" de Delaware, a LVMH pretende demonstrar que a má gestão da Tiffany durante a crise de COVID-19 constitui um 'Material Adverse Effect', ou seja, um caso de força maior que permite a anulação da operação. O litígio entre as duas empresas está agendado para quatro dias a partir de 5 de janeiro.

© Thomson Reuters 2021 Todos os direitos reservados.