×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de jul. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

LVMH vai criar em Saclay novo centro de pesquisa dedicado ao luxo sustentável

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de jul. de 2021

O conglomerado de luxo francês LVMH anunciou a sua intenção de abrir um novo centro de pesquisa global, dedicado ao luxo digital e sustentável, no planalto de Saclay, um subúrbio a sudoeste de Paris mais conhecido pela pesquisa nuclear.


ALVMH tenciona abrir um novo centro de pesquisa global dedicado ao luxo digital e sustentável nas imediações de Paris-Shutterstock


Com inauguração prevista para "2024/2025", segundo nota da LVMH emitida na quinta-feira (1 de julho), o grupo prevê "reunir, eventualmente, 300 funcionários e investigadores que vão trabalhar no luxo e na proteção do planeta”. O objetivo de longo prazo é fazer a LVMH, "estabelecer-se no centro de um ecossistema de pesquisa particularmente rico e dinâmico".

O Centro de Pesquisa Nuclear Saclay – que emprega 5.000 cientistas – é o principal da investigação nuclear francesa desde o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Quanto à Universidade de Paris-Saclay, esta aparece entre as 10 melhores universidades de Física em muitos rankings mundiais de Educação.

Com sede em Paris, o grupo LVMH é proprietário de marcas de prestígio como a Louis Vuitton, Christian Dior, Givenchy, Fendi, Dom Perignon, Hennessy e Guerlain. Depois de concluído o novo centro, o grupo, controlado pela família Arnault, planeia empregar mais de 1.000 pessoas "dedicadas à pesquisa e ao desenvolvimento".

O grupo tem cerca de 75 marcas de luxo e já antes se tinha comprometido em reduzir as emissões de carbono relacionadas com o consumo de energia a 50% até 2026, em comparação com 2019, e em abastecer as suas lojas e instalações com energia 100% renovável.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.