×
372
Fashion Jobs
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Centro Comercial Vasco da Gama (m, f)
Efetivo · Lisboa
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo · Alicante
CH CAROLINA HERRERA
Vendedor/a Lisboa Full Time
Temporario · LISBOA
THE FEETING ROOM
Sales Assistant
Temporario · PORTO
H&M
Sales Advisor Part-Time Para Cascais Shopping
Efetivo · Alcabideche
CONFIDENCIAL
Senior Sales Assistant
Efetivo · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Dolce Vita Tejo (Ubbo) - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Amadora
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time/ Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time / Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Évora Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Évora
TIFFOSI
Store Manager/ Gerente de Loja
Efetivo · Beja
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
LEVI'S
Part-Time 20h Levi Strauss Eci
Efetivo · Vila Nova de Gaia
SALSA
Digital Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Paid Marketing, Newsletters e Redes Sociais
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Coimbra - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Nosso Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila Real
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Porto Centro - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Porto
SALSA
Trade Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Wholesale & Department Store
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
Por
Portugal Textil
Publicado em
23 de dez de 2019
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Madicor aposta na exclusividade

Por
Portugal Textil
Publicado em
23 de dez de 2019

Durante 32 anos, a Madicor especializou-se na produção de pequenas quantidades, trabalhando para marcas de luxo, como Christian Dior. Esta experiência deu-lhe os recursos necessários para se aventurar na criação de uma nova marca dedicada à produção peça a peça, a ser lançada em 2020.


Pedro Serôdio e Sara Silva à direita


«Focámo-nos, desde sempre, no cliente topo de gama e, por isso, o custo é mais alto. Somos capazes de produzir pequenas quantidades, o que obviamente tem um custo maior», afirma Pedro Serôdio, CEO da Madicor. A empresa de vestuário de criança atua no segmento alto, primando pela qualidade e pelos detalhes, presentes quer no private label, quer na marca própria Pureté. No próximo ano, vai reforçar o conceito de exclusividade, através da criação de uma segunda marca, com o conceito de produção peça a peça.

«Vamos ter uma marca peça a peça em 2020, porque estamos preparados para as pequenas quantidades, ao contrário da maioria das empresas», revela ao Portugal Têxtil. As coleções serão compostas por um máximo de 10 artigos e a primeira dezena de clientes terá acesso a estes produtos em exclusivo. «O cliente tem a possibilidade de pedir um modelo só para si. Terá essa peça em exclusivo», sublinha.

Ainda sem nome e em «fase de fermentação», nas palavras do CEO, a nova marca da Madicor vai estender-se até aos 12 anos e dirigir-se aos mercados emergentes, como a China, mas também Itália e França. Mediante a plataforma online que será construída para a marca, o cliente poderá fazer a sua encomenda e acompanhá-la ao longo do processo de produção, aguardando uma entrega no prazo de 72 horas. «É desafiante», reconhece Pedro Serôdio, mas «temos de inovar e de ser diferentes», admite.

Coleção é um clássico

Depois do processo de rebranding, em 2018, a Pureté atravessa agora uma fase de «equilíbrio», aponta o CEO. Com uma representatividade de 25% a 30% nas vendas da Madicor, a marca própria propõe uma coleção primavera-verão 2020 alargada até aos 8 anos, «sempre na mesma linha do clássico», desta vez, «um pouco mais arrojado», assegura. «Em termos visuais, será igual, porque somos clássicos. Teremos as mesmas cores, os pastéis e algumas mais fortes, alguns detalhes, mas um look muito clássico. Porque essa é a nossa referência e nós queremos atingir esse mercado», assume.

É com esta coleção que a Pureté se estreará na Playtime Paris, em janeiro 2020. A presença nesta feira faz parte da estratégia da empresa de expandir a marca para França. «Temos um produto que serve no mercado e no gosto francês, porque temos muitos detalhes e as cores são muito pastéis, como o mercado aprecia», destaca Sara Silva, gestora comercial da empresa, ao Portugal Têxtil.

Até ao momento, a Pureté já conquistou quase toda a Europa, EUA, Canadá, Dubai e China, continuando a privilegiar o Reino Unido como mercado principal. Mantendo o compromisso de julho, relatado ao Portugal Têxtil, estabelece-se agora também na América Latina, nomeadamente na Colômbia, Panamá e México, com o objetivo de continuar a expandir-se para o Chile e países vizinhos.

Aposta otimista

O corrente ano ficou marcado por um forte investimento na Pureté, ao nível da estratégia de comunicação, assim como na renovação de 80% do parque de máquinas de costura da Madicor. Para 2020, o CEO pondera contratar um designer e um profissional de marketing, para potenciar o crescimento da marca. «Chegámos ao equilíbrio e agora precisamos de crescer», afiança.

Com um efetivo de cerca de 80 trabalhadores, uma faturação de 4 milhões euros e um volume de produção próximo das 200 mil peças ao ano, a especialista em confeção de vestuário integra os processos de modelagem, corte, confeção, embalagem e bordados, deixando a estamparia à subcontratação. Pedro Serôdio adianta que, este ano, «crescemos sensivelmente 15% em faturação», comparativamente a 2018, mas «nota-se uma estabilização no mercado. É o princípio de uma pequena crise que se avizinha». Apesar de tudo, o CEO diz-se «otimista» e acredita que a incerteza que ronda o Brexit não surtirá «uma quebra assim tão grande». «Estou otimista e quero continuar a apostar no mercado», confessa.

Copyright © 2021 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.