×
371
Fashion Jobs
JD SPORT
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
MAX MARA PORTUGAL
Sales Assistant - Max Mara - el Corte Ingles
Temporario · LISBOA
DIREKTE LINE
Mobile Merchandiser (Repositor/a) 8h/s Sâo Joâo da Madeira
Trabalho temporário · SÃO JOÃO DA MADEIRA
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Alcantarilha - Nova Abertura
Temporario · Alcantarilha
BIMBA Y LOLA
Vendedor/a - Porto Norteshopping
Temporario · PORTO
BIMBA Y LOLA
Encarregado/a de Loja - Guimarães
Temporario · GUIMARÃES
BIMBA Y LOLA
Vendedor/a - Guimarães
Temporario · GUIMARÃES
MAJE
Supervisor - Lisbon Amoreiras
Temporario · LISBOA
BIMBA Y LOLA
Vendedor/a - Vila do Conde
Temporario · VILA DO CONDE
COURIR PORTUGAL
Vendedor/a / Sales Assistant – Porto - CDI - 40h - m/h
Efetivo · VILA NOVA DE GAIA
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
13 de dez. de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Maison Kitsuné sonha desfilar em Paris em 2022

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
13 de dez. de 2021

Coleções, boutiques, cafés, restaurantes, e agora investimentos em jovens criações, a Maison Kitsuné tem, ao longo dos anos, construído um império de marcas. "Uma pequena empresa francesa estruturada como uma multinacional", explica Gildas Loaëc.


Maison Kitsuné - DR


Relativamente não afetada pela crise, a marca parisiense, que no ano passado reuniu as suas equipas numa mansão privada no número 9 da Rue du Helder em Paris, afirma ter crescido 40% nos últimos dois anos (o que a aproximaria dos 100 milhões, a maior parte dos quais gerados pela atividade de moda). A direção da Maison Kitsuné gostaria de dar mais um passo em frente em 2022, integrando a Paris Fashion Week no próximo verão.
 
Depois de lançar o desafio ao australiano Marcus Clayton como designer convidado em outubro de 2020, a Maison Kitsuné confia agora ao antigo diretor criativo da Fenty as rédeas das coleções da linha principal. Este último chegou após a partida de Yuni Ahn (nota do editor, a designer sul-coreana começou a colaborar para a marca no final de 2018 antes de anunciar a sua partida no início de 2020, produzindo apenas quatro coleções). "O nosso objetivo" (anuncia Gildas Loaëc) "se formos desejados, será desfilar no próximo mês de junho durante a Paris Fashion Week" (nota do editor, a marca já foi integrada no formato de apresentação durante o calendário oficial da estação de outono-inverno 2020).

Do lado empresarial, a Maison Kitsuné está confiante para o próximo ano, mas teve no entanto de rever os seus planos de abrir boutiques e cafés. A começar pela China. Após a criação de uma filial da Maison Kitsuné com o grupo chinês Jeone (uma joint-venture igualmente propriedade da marca parisiense e deste especialista em moda masculina), o objetivo de abrir 50 lojas em cinco anos poderá ser complicado de atingir.


Maison Kitsuné, a flagship de Seul - DR


"Os planos de desenvolvimento na China estão quase num impasse", explica Gildas Loaëc. "Por enquanto, é impossível ir lá, por isso vamos com calma. Não há urgência, não somos responsáveis perante ninguém e não temos a obrigação de crescer. Neste momento temos duas lojas, uma em Xangai e uma em Pequim, e gostaríamos de abrir uma segunda loja em Xangai e outra em Chengdu".
 
Embora o mercado asiático continue a ser o principal mercado da Maison Kitsuné – com a Coreia do Sul na liderança, onde a Maison Kitsuné já tem 14 lojas (ambas operadas diretamente e em corners através de grandes armazéns) ligadas à sua parceria com a Samsung C&T e o Japão – os fundadores estão também a prosseguir no desenvolvimento no mercado norte-americano, com a recente abertura de um endereço em Los Angeles em fevereiro passado, e outro em Vancouver anunciado nestes últimos dias.
 
Em Los Angeles, a Maison Kitsuné abrirá também este mês o seu primeiro Café Kitsuné, uma abertura invulgar, uma vez que o Café Kitsuné está localizado mesmo em frente a um pequeno restaurante japonês com o mesmo nome (e sem qualquer ligação à marca de pronto-a-vestir), que está em funcionamento há quatro anos. Uma situação engraçada que poderia transformar-se num acordo legal – a Maison Kitsuné quer convencer o primeiro café Kitsuné a mudar o seu nome – e isso já está a perturbar alguns residentes locais.


Café Kitsuné em Paris - DR


No departamento do café, embora a Maison Kitsuné reconheça um abrandamento na sua atividade devido à crise sanitária, a marca anuncia que está à procura de um parceiro para os seus desenvolvimentos futuros. Tem atualmente 14 localizações.
 
Um conceito de café que se deverá espalhar pelo mundo nos próximos anos: "Queremos abrir cada vez mais", diz o gerente. As inaugurações terão lugar em breve em Jacarta na Indonésia, Manila nas Filipinas, Tailândia, Brooklyn, bem como no Qatar e Kuwait, marcando a incursão da marca no Médio Oriente.
 
Finalmente, a Maison Kitsuné continua a considerar potenciais desenvolvimentos hoteleiros. "Estamos também a abrandar nesta área, devido ao encerramento do país em relação ao COVID-19", explica Gildas Loaëc. "Para além dos nossos dois cafés-restaurantes em Jacarta, um projeto hoteleiro está a progredir na ilha de Bali". Estes desenvolvimentos devem ajudar a diversificar o volume de negócios da marca, onde o pronto-a-vestir ainda representa 85% das vendas.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.