×
302
Fashion Jobs
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Coimbra cc Forum Coimbra - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo ·
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa cc Chiado - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo · LISBOA
PEPE JEANS (RETAIL)
Vendedor / Vendedora - Coimbra
Efetivo · COIMBRA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Madeira Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Funchal
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Funchal Rua - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Funchal
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Alma Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
Publicado em
24 de mar. de 2014
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Marcas internacionais querem desenvolver-se em todos os cantos, segundo o CBRE

Publicado em
24 de mar. de 2014

Ainda um domínio onde a Alemanha segue na frente... Trata-se da edição 2014 do CBRE sobre os mercados mais populares junto das marcas de alcance em nível mundial. Mais de 130 marcas de todas as ordens, sediadas na Europa, no continente americano e na região Ásia-Pacífico, responderam ao inquérito.

Outro elemento importante do estudo : apesar da crise, a quantidade de marcas que têm planos de expansão em grande escala cresceu muito nos últimos tempos, “revelando uma reconquista de confiança em relação ao mercado comercial mundial”, destaca o CBRE.

Uma unidade Michael Kors em Nice, França


Mais de um terço (35%) das marcas preveem que vão aumentar o seu portefólio com ao menos 40 lojas. “A moda meio de gama e o mass market constituem os setores mais ativos, representando um terço do total cada um”, realça o estudo.

As marcas americanas são aquelas que têm os planos em grande escala mais ambiciosos. Mais da metade delas está a mirar a abertura de 40 novas unidades este ano.

Com certeza, para elas, os Estados Unidos são o mercado alvo mais importante. Mas o CBRE ressalta que, dada a maturidade e a concorrência deste mercado, muitas dessas marcas americanas estão a buscar desenvolver as suas implantações em nível mundial. “Elas estão a mirar os mercados europeus em particular, realça o CBRE: 19% preveem abrir lojas em Alemanha este ano e 14%, no Reino Unido, no Canadá, em França e em Áustria”.

No entanto, para o conjunto das marcas interrogadas, incluindo as Europeias, é a Alemanha que atrai a maior quantidade. Neste país, 40% delas desejam abrir pontos de venda em 2014.

A França está na segunda posição com 26%. Seguindo estão Reino Unido (25%), Áustria e China (ex aequo com 22%), Suíça (20%), Bélgica (18%), Espanha e Itália (17%), República Tcheca e Suécia (cada país com 16%), Turquia com 15%. Vale realçar que a Rússia ficou com 13%, Singapura, Hong Kong e Vietnã, cada um com 11%.

De qualquer modo, o CBRE destaca paralelamente que esta classificação é para ser revisitada em função da própria origem das marcas. Por exemplo, as marcas de origem europeia colocam a Alemanha com 70% e a França com um pouco mais de 45% (sempre na segunda posição). Essas mesmas marcas europeias interessam-se por 49 mercados, mas privilegiam claramente o Médio Oriente e a China.

Os retalhistas da região Ásia-Pacífico miram, em 25 mercados, cerca de vinte da sua própria região onde eles encontram-se obviamente, aí também, segundo o estudo, há muito o que fazer.

Para o CBRE, uma das principais razões para a escolha da Alemanha recai sobre a quantidade de cidades importantes que estão na mira, cerca de vinte. Também fica claro que a situação económica favorável é um elemento importante.

A escolha da França na segunda posição é, sem dúvida nenhuma, mais complexa. “Alguns podem estar surpresos com o fato de a França encontrar-se na segunda posição dos mercados mais considerados para 2014, levando-se em conta a sua natureza aparentemente impenetrável”, realça com humor Chris Igwe, director da divisão de retalho para a França do CBRE.

Todavia este especialista acrescenta: “Precisamos não nos esquecer de que a França é um mercado bastante desenvolvido e muito sofisticado. Os comércios em franchise são bastante sólidos e continuam a desenvolver-se”. Ele destaca também a busca, feita pelos locadores de centros comerciais, de novos conceitos.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.