×
327
Fashion Jobs
ADIDAS
Senior Project Manager - Fulfilment Programs (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply / Fulfillment (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Operations Specialist (M/F/D) - HR Services
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs HR Services (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Procurement Manager (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sap sd (Afs & s4/Hana) (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply Primary Data (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Supply Chain Management Products - Tms Integration (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Planning Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager Supply Chain (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Marketplaces Account Manager - Oportunidade de Contrubuir Para a Internacionalização da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (F/M/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Hcm/sf Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Brand Operating Overheads (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Group Functions Controlling Legal (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Marketing Working Budget (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
1 de fev. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Metaverso está prestes a tornar-se o shopping do futuro

Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
1 de fev. de 2022

Embora o Metaverso ainda seja um conceito confuso para alguns, outros já veem esse universo virtual fictício como o shopping center do futuro. Ansiosos por vivenciarem novas experiências de compra sem terem de sair do seu sofá, muitos dos consumidores já adquiriram um item digital num jogo de vídeo e agora querem que as marcas multipliquem tais iniciativas através das plataformas do Metaverso.


O Metaverso está prestes a tornar-se o shopping do futuro


Os confinamentos e fechos de lojas impostos pela pandemia incentivaram as marcas a fazer uma mudança digital de 180 graus para se adaptarem aos novos comportamentos do consumidor. Mas potencializar a experiência de compra na loja online pode não ser o suficiente para seduzir os consumidores, que querem multiplicar as suas experiências nas plataformas do Metaverso.

Caso o Metaverso ainda não lhe seja familiar, trata-se de um universo virtual fictício, ou seja, de um mundo digital paralelo ao nosso. Uma noção incompreensível para alguns, mas muito real para as gerações mais jovens, acostumadas com jogos e redes sociais, que são espécies de Metaversos, embora ainda longe do conceito recentemente evocado por Mark Zuckerberg, que, ao mudar o nome do Facebook para Meta, imagina um futuro onde o virtual e o real irão formar um só mundo.

Rumo ao boom das lojas virtuais



Enquanto aguarda a sua chegada, o público vai aos poucos abraçando este novo mundo, principalmente através dos jogos, adotando novas práticas que parecem atraí-los.

Através do estudo "The Metaverse Mindset", a plataforma de compras virtuais Obsess entrevistou americanos de todas as gerações sobre essas experiências de compras virtuais no Metaverso, mostrando entusiasmo pelas novas práticas. A pesquisa foi realizada com 1.001 consumidores norte-americanos entrevistados online pela Kantar entre os dias 22 e 29 de dezembro de 2021. Sete em cada 10 consumidores que visitaram uma loja virtual fizeram uma compra online e um terço diz que já está interessado em comprar produtos reais ou virtuais nos ambientes do Metaverso criados pelas marcas. Um número que sobe para 40% para as gerações mais jovens, especificamente para a Gen Z e Millennials.

Os jogos, que atualmente representam 300 mil milhões de dólares, mais do que as indústrias de música e cinema juntas, de acordo com a consultora Accenture, estão a atrair um público crescente e a ganhar unanimidade com a Gen Z desde o início da pandemia. O estudo também destaca que quase três quartos desta geração já comprou um item digital num jogo de vídeo e que 60% acredita que as marcas devem vender os seus produtos nesses universos paralelos. Assim, mais da metade destes quer uma experiência de compra onde todos possam adquirir online em qualquer lugar, e 45% assinala que os Metaverso devem ser considerados shoppings digitais.

"Esses compradores cresceram com os jogos online, e-sports e redes sociais, e muitos deles veem o Metaverso emergente como um shopping moderno: um mundo virtual conectado onde podem fazer compras e socializar. Para as marcas, isso destaca a importância de criar hoje estratégias sólidas de comércio do Metaverso que ressoarão com os consumidores nos próximos anos", diz Neha Singh, CEO da Obsess.

Conceito ou realidade?



Agora resta definir o que o Metaverso realmente é. No seu vídeo de apresentação da Meta, Mark Zuckerberg revelou a própria versão desses novos mundos, nos quais nos imergiríamos através de headsets ou óculos de realidade virtual, navegando entre uma conferência, um show ou uma sessão de compras, usando nosso gémeo digital. Mas as redes sociais também são consideradas pelos especialistas como experiências do Metaverso, assim como os jogos. Então, qual é a opinião dos consumidores? Estes parecem estar confusos com a avalanche de definições e termos que continuam a aparecer com o surgimento do conceito.

Segundo o estudo, 40% dos entrevistados, pertencentes a todas as gerações, consideram que o Metaverso está apenas numa fase conceitual, mas que poderá materializar-se sob a forma de plataformas tecnológicas online nas quais o público poderá deslocar-se através de um avatar. Uma minoria (27%) acredita que o Metaverso se refere à tecnologia de propriedade da Meta, empresa controladora do Facebook.
 

Copyright © 2022 AFP-Relaxnews. All rights reserved.