×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
13 de out. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Michael Kors entra na moda infantil com CWF

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
13 de out. de 2021

A marca de moda americana Michael Kors está a lançar uma linha infantil ao lado da empresa francesa Children Worldwide Fashion (CWF), apurou o site FashionNetwork.com junto a fontes da indústria. A especialista em moda infantil, cujo portfólio inclui licenças Lanvin e a sua própria marca Billieblush, assinou um acordo de licenciamento global com a Michael Kors para criar uma linha infantil.


Montra de uma boutique Michael Kors - DR


Esta não é, contudo, a primeira vez que a Michael Kors, propriedade do grupo de luxo americano Capri Holding (Versace, Jimmy Choo), mergulhou no mundo das crianças, desde que a marca, que voltou recentemente à New York Fashion Week, apresentou uma linha de sapatos para os mais novos. Uma coleção que foi concebida sob licença com a American Synclaire Brands.

A chegada da Michael Kors à moda infantil faz parte de uma estratégia global da Capri, que visa um volume de negócios de cerca de 5,1 mil milhões de dólares (4,2 mil milhões de euros) para o seu exercício financeiro de 2022. De facto, o grupo americano, que em agosto passado nomeou Joshua Schulman como CEO da Michael Kors, pretende capitalizar o dinamismo das marcas de luxo. O reforço da estratégia do omnichannel e do comércio eletrónico, mas também a expansão da sua oferta de produtos. Assim, se para a Versace e Jimmy Choo a ênfase deve ser posta nos acessórios e em particular nos sapatos, o desenvolvimento de uma oferta masculina foi mencionado em setembro passado para a Michael Kors. E, com as crianças, a marca premium de Nova Iorque tocará todos os segmentos de mercado.

Por outro lado, ao assinar uma licença internacional com a Michael Kors, a CWF está mais uma vez a reforçar as suas colaborações com o mundo do luxo. Em novembro de 2020, a especialista em vestuário infantil – propriedade das estruturas de investimento Arkéa, RAISE Investissement e Dzeta – assumiu as licenças para crianças Paul Smith e Kenzo do grupo Kidiliz, que foram desmanteladas após a sua liquidação judicial. A Michael Kors junta-se a uma carteira de marcas licenciadas que inclui a Chloé, Marc Jacobs e Givenchy. A CWF, que tem a sua própria loja Kids Around multimarca, prevê vendas anuais de 260 milhões de euros em 2021, contra 210 milhões de euros em 2020.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.