×
Por
Jornal T
Publicado em
9 de mar. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

MO quer ser tão grande lá fora como em Portugal

Por
Jornal T
Publicado em
9 de mar. de 2021

É com a presença em cadeias de supermercados em Espanha e Itália e a aposta no digital que a MO quer ser tão grande lá fora como já é no mercado interno. O negócio online abrange já mais de 30 países e fez com que durante o confinamento as vendas se tivessem multiplicado por seis.



“A oportunidade de crescimento é para construir outra MO lá fora, igual ou maior do que temos em Portugal”, disse ao Dinheiro Vivo o administrador da MO, Francisco Pimentel, adiantando que a aposta se concentra em reforçar a presença em Espanha e Itália, enquanto lança âncoras também para França, Bélgica, Suíça e Áustria.

A cadeia da marca de moda da Sonae já é atualmente responsável pela área de moda/têxtil de 43 supermercados em Espanha, das cadeias Eroski e Gadis, e mais dez em Itália, da cadeia Coop. Os projetos imediatos apontam para operar em mais dez espaços em Espanha e para a expansão para França, Bélgica, Suíça e Áustria. “Serão esses mercados geográfica e culturalmente mais próximos que vamos explorar primeiro”, explicou o administrador da MO ao mesmo jornal.

A cadeia tem atualmente 120 lojas em Portugal – ao que junta mais seis nas Canárias, em Espanha – mas com as restrições atuais apenas tem abertas as 10 que estão na Madeira e nos Açores. “As equipas de loja agora respondem a questões dos clientes via chat. Começámos com seis lojas, logo na segunda semana de confinamento, agora já são umas 30 ou 40 lojas”, disse Francisco Pimentel.

Com presença online em mais de 30 países, as vendas multiplicaram-se por seis, mas isso não compensa fecho de lojas, até porque, diz o gestor, “Portugal continua com uma penetração online muito abaixo dos países europeus. Este ano, o online está a bater nos 40%, no caso da moda em Inglaterra, em Espanha está a bater os 25% das vendas. Em Portugal andará nos 8-10-12%”.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.