×
371
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Moda no segundo lugar do top das vendas online

Por
Jornal T
Publicado em
today 10 de jan de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

O setor da moda está em segundo lugar no top das vendas online organizado pela consultora internacional Nielsen – ficando atrás apenas do segmento das viagens, que lidera o ranking, e à frente do das vendas de bilhetes para eventos. Mas o crescimento registado no último ano foi de apenas 2%, o que é bem menos que os 6% observados pelo item que lidera o ranking e um pouco baixo dos 3% de aumento registado pela venda de bilhetes.


94% dos consumidores portugueses já fizeram compras online - Shutterstock


O estudo da consultora internacional indica que “94% dos consumidores portugueses já fizeram compras online”, num quadro em que “o aumento da confiança dos consumidores e um notório desenvolvimento do ecossistema de e-commerce em Portugal” coloca essa alternativa como de grande potencial.

Segundo o Nielsen Connected Commerce Report 2018, os portugueses com acesso à internet compraram online especialmente viagens, produtos de moda, bilhetes para eventos, produtos de papelaria e produtos tecnológicos. No entanto, o dinamismo é claro no que diz respeito à compra de refeições para entrega ao domicílio, tendo este consumo aumentado 9% em relação a 2017”.

“Num cenário de crescente confiança e de recuperação do consumo, a Nielsen tem vindo a observar uma maior procura por soluções que ofereçam uma maior qualidade de vida e mais tempo para atividades de lazer. Com efeito, também no e-commerce verificamos esta tendência, com as soluções de conveniência (como a entrega de refeições) e de lazer (como as viagens) a crescerem de uma forma muito notória”, comenta Mafalda Silva Ferreira, Client Development Senior da Nielsen, citada por comunicado oficial da consultora.

Para Mafalda Silva Ferreira, “a oportunidade do e-commerce em Portugal existe e é real também para os bens de grande consumo. O desafio para marcas e retalhistas é exatamente ir ao encontro das necessidades e missões de compra do shopper, desenvolvendo uma oferta específica para a compra online, com base na segurança, no sortido, na conveniência e na simplicidade”.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.