×
577
Fashion Jobs
VAVA EYEWEAR
Senior Marketing Manager
Efetivo · PORTO
LION OF PORCHES
Editor de Imagem (m/f)
Efetivo · PORTO
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Services Specialist Gbs - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - People Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Reporting & Analytics (M/F/D) - Direct to Consumer Ecommerce
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs Business Analysis (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo 1
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Marketplace Business Developer
Efetivo · Alicante
BIJOU BRIGITTE MODISCHE ACCESSOIRES AG
International Expansion Manager Spain/Portugal
Efetivo · LISBOA
TIFFOSI
Comprador Denim (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct-tO-Consumer Ecommerce (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
UK HR Specialist (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bW-Ip/Fico (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - Non-Trade Procurement
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Apo/Ibp (Snp/Supply) Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
21 de set. de 2021
Tempo de leitura
5 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Momad celebra regresso físico otimista para encarar recuperação

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
21 de set. de 2021

A agitação do reencontro, as filas de espera na entrada e a adaptação obrigatória aos bilhetes digitais, com temperaturas ou máscaras faciais generalizadas, abalaram a entrada do centro de exposições da Ifema na sexta-feira (17 de setembro). Um dia muito esperado para o regresso ao formato físico da feira de moda, têxtil, calçado e acessórios, Momad, que coincidiu no tempo e no lugar com as feiras profissionais Bisutex, MadridJoya e Intergift, bem como com a passerelle MBFW Madrid. Dias de moda, design e negócios que duraram até domingo 19 de setembro, num contexto de um "regresso à normalidade" que era mais do que necessário para a indústria nacional.


Momad decorreu entre os dias 17 e 19 de setembro na Ifema - FNW


"As pessoas estão ansiosas por regressar às feiras e recuperar a parte física", disse a diretora do evento, Julia González, numa entrevista ao site FashionNetwork.com, alguns dias antes do pontapé de saída do evento, que teve lugar após duas edições consecutivas realizadas exclusivamente em formato digital, em consequência da pandemia. Uma sensação que parecia generalizada entre a azáfama da rua principal do local, onde as sinergias entre eventos foram dinamizadas e que manteve um tráfego relativamente intenso ao longo do fim-de-semana, bem como nas entradas dos diferentes pavilhões que acolheram os shows.

Em transição

Especificamente no caso da Momad, a feira celebrou uma edição de "transição", tal como definida pelo seu diretor, e que começou a lançar as bases para uma recuperação gradual do setor que se espera ver mais visivelmente a partir do próximo mês de fevereiro, quando a feira organizará a sua primeira edição de 2022 entre a 4.ª e 6.ª. Com expositores de países como a Bielorrússia, Colômbia, Dinamarca, Espanha, França, Grécia, Itália, Polónia, Portugal, Reino Unido e Turquia, a Momad teve um total de 260 empresas e marcas participantes, que expuseram os seus produtos a uma base de visitantes principalmente nacional com um perfil mais profissional do que noutras ocasiões.

A feira, que em tempos pré-pandémicos atraiu cerca de 15.000 visitantes e encheu os pavilhões 12 e 14 da Ifema, foi forçada a rever a dimensão e as expectativas das edições anteriores. O objetivo? Para voltar a entrar em contacto e regressar com otimismo, com o desafio de reconstruir a feira nacional de referência num setor que já enfrentava dificuldades antes da crise. Um contexto que implicou a deslocação dos seus expositores para o pavilhão 8, cedendo o relativamente distante pavilhão 14 à semana da moda liderada por Nuria de Miguel, e conseguindo um fluxo dinâmico de passagem entre os profissionais das outras feiras, que simplesmente precisavam de um bilhete de entrada geral, sem necessidade de se inscreverem para cada um dos eventos.


Entrada do pavilhão 8 da Ifema - FNW


Dadas as restrições e a redução do volume da feira, o número de visitantes caiu abaixo de metade dos números que estavam a ser considerados antes da explosão do COVID-19. No entanto, estes números deixaram os organizadores do evento satisfeitos e um bom gosto na boca dos participantes, que não esconderam a sua alegria em recuperar o formato físico ou a "necessidade de reativar a indústria". O diretor da Momad insistiu nesta linha: "Este é o momento para o setor se reunir novamente e gerar sinergias. Por esta razão, quisemos concentrar uma grande oferta este fim-de-semana. Queremos que a Momad seja sinónimo de uma alavanca de crescimento e é para isso que estamos a trabalhar".

Menos e melhor



Além disso, os compradores e expositores nacionais informaram ao FashionNetwork.com da resposta positiva do público. "Aqueles de nós que vieram para fazer negócios, seguem o movimento de que precisamos após o duro golpe do coronavírus", explicou um dos visitantes, proprietário de uma loja multimarcas. Um sentimento que parecia ser partilhado pelos presentes: menos visitantes mas qualitativos e uma impressão semelhante às feiras de outrora num espaço um pouco mais pequeno. Entre os stands, como habitualmente, houve alegria em diferentes zonas, mas destacou-se o afluxo de marcas como a Alba Conde, Carla Ruiz, Surkana, Sonia Peña e Vilagallo, ou o grupo Bestseller, que regressaram ao show após vários anos de ausência.


Esta edição da Momad contou com 260 expositores - FNW


Por sua vez, o setor do calçado, que contou com a presença de uma dúzia de marcas lideradas pela emblemática Mascaró e Pons Quintana, deveria aspirar a reforçar a sua oferta nas próximas edições, de modo a ser suficientemente competitivo. Com os expositores sob a égide da Momad, a celebração de um evento conjunto entre moda e calçado parece convencer os participantes e organizadores, que aspiram a "criar sinergias" e a "tirar partido da atração da moda" graças aos compradores de lojas multimarcas que completam as suas compras com a oferta de calçado para propor uma "aparência completa" à sua clientela.

Embora nesta ocasião a Momad não tenha apresentado a sua área habitual dedicada às marcas sustentáveis, uma vez que a direção considera que "todas as empresas participantes têm de alguma forma esta componente já integrada na sua estratégia", a feira apresentou um programa intenso de 20 conferências e palestras no Fórum Momad 4.0, no qual a sustentabilidade e a "moda com significado" foram os protagonistas. Por seu lado, o formato digital já experimentado em edições anteriores foi mantido através da plataforma digital Lifestyle LiveConnect, promovida em conjunto com as joias de moda, joias e desfiles. Através desta hibridização do negócio, a Momad aspira completar a participação presencial através da ligação e comunicação do seu público digital, ativo para além das datas da sua celebração física.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.