Momad prepara edição de setembro sob nova direção

A feira de moda de Madrid inicia a contagem regressiva para a sua próxima edição, que terá lugar na Ifema de quinta-feira, 12, a sábado, 14 de setembro, e reunirá as propostas de moda para o outono-inverno 2019/20 e para a próxima primavera-verão 2020. Uma convocatória de transição liderada por Ana Larrañaga, que assumiu temporariamente a liderança dos salões de moda e beleza após a saída de Charo Izquierdo no início deste verão.


Plano da feira, que acontece de 12 a 14 de setembro - Momad

O certame de moda, que ocupará 34.500 metros quadrados nos pavilhões 2, 12 e 14 da Ifema, coincidirá novamente com os salões também realizados no recinto de exposições: Intergift, MadridJoya e Bisutex, dedicados aos setores de presentes e decoração, joalharia e bijuteria, respetivamente. Uma estratégia que o salão mantém, após as satisfatórias sinergias criadas entre os eventos em fevereiro. Nesta ocasião, a Momad irá reunir 384 empresas expositoras e 800 marcas de 37 países, entre as quais Alba Conde, Matilde Cano, Javier Simorra ou Kling.
 
Em relação aos anos anteriores, as datas da Momad atrasam-se alguns dias no calendário, facilitando a coordenação com os salões complementares, dando aos visitantes profissionais mais tempo para analisar a campanha de vendas e estabelecer as necessidades da nova temporada. Desta forma, a Momad coloca-se um fim de semana após a feira parisiense Who's Next, que terminou a 9 de setembro.
 
Aposta na moda de banho, na lingerie e na moda sustentável

Continuando a rever os conceitos da feira, uma iniciativa promovida por Charo Izquierdo durante as duas edições durante as quais liderou a direção do evento, a Momad reforçou o seu compromisso com a roupa de banho e a lingerie, conferindo ao setor uma área dedicada com maior espaço expositivo. Um compromisso ao qual aderiram, entre outras, as marcas Aurelia Gil, Como la trucha al trucho, Papaia Praia ou Vitamin Sea.

A reorganização da área dedicada a este segmento, que passará a estar localizado no pavilhão 12, responde a "uma linha de trabalho focada em novas ações promocionais e de comunicação com o objetivo de oferecer aos visitantes uma ampla e variada gama de produtos e marcas de acordo com as necessidades do mercado", explica a instituição. Da mesma forma, a iniciativa surge após a Ifema se tornar a organizadora da próxima edição da Semana da Moda de Banho da Gran Canaria Moda Cálida, que será apresentada na Ifema no dia 13.


A marca Como la trucha al trucho será uma das participantes na renovada área de banho - Como la trucha al trucho

Por seu lado, a moda sustentável voltará a ocupar a área especializada 'Sustainable Experience', que registou um aumento de 30% para 40 empresas participantes, entre as quais Ane Cuevas, Bamboleira, Fil Noir ou Malmok. Além disso, a sustentabilidade será protagonista da celebração ‘Green Saturday'. O último dia da feira será dedicado a apresentações e mesas redondas de moda sustentável no Fórum Momad. O espaço, que conta com um programa de 20 palestras, analisará temas como o comércio eletrónico, a fidelização do cliente ou segurança cibernética durante os dois primeiros dias.
 
Ideias renovadas e previsões otimistas

Entre as novidades de setembro, a feira apresentará os 'Retailer's Guide', uma bateria de profissionais qualificados à disposição do visitante, que acompanharão e aconselharão na procura de produtos ou tendências. A Momad contará ainda com dois 'Corner Shop', Librería e Argan Oil Shop, com venda direta na feira para "se adaptar à reconversão do setor e à mudança conceptual da lojas de roupa multimarca". Da mesma forma, no âmbito da responsabilidade social corporativa, a Momad chegou a um acordo com a Fundação Humana, pelo que será instalado um contentor de recolha de roupa em cada pavilhão.

Para esta edição, o salão prevê 15.300 visitantes, em linha com os 15.250 profissionais registados em fevereiro. Número que se junta à evolução positiva das vendas a retalho em Espanha nos últimos meses, perspetivas que, para a Momad, "marcam a recuperação no setor têxtil e de vestuário". Segundo dados da espanhola Associação Empresarial do Comércio Têxtil (Acotex), as vendas do setor aumentaram 2,3% entre janeiro e junho e, em relação ao ano completo, prevê-se um crescimento de receita entre 3,5% e 4,5%.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosSalões de Moda
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER