×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
3 de dez. de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Moncler muda próximo evento Genius 2021 para a China

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
3 de dez. de 2020

A Moncler decidiu realizar o seu evento Moncler Genius 2021 na China, a primeira vez que a marca transferiu para fora da Europa, este seu projeto anual de moda que conta com a participação de diferentes designers, o qual tem sido muito aclamado pela crítica.


O Moncler Genius 2021 decorrerá na China - Moncler


A marca de moda de luxo italiana lançou o projeto Moncler Genius em 2018, com uma série altamente original de casacos e vestidos puffer – muito aclamada pela crítica –, em colaboração com uma equipa de oito estilistas onde se incluíam Pierpaolo Piccioli, Simone Rocha e Craig Green.
 
O lançamento inicial do espetáculo foi um enorme acontecimento encenado sob os arcos da Estação Central de Milão, cada um deles mostrando 10 desfiles elaborados em tableaux vivants. A edição mais recente do projeto, em fevereiro deste ano, acrescentou à mistura designers tão reconhecidos como Rick Owens, Jonathan Anderson e Rimowa – a marca alemã fabricante de malas de alta qualidade, fundada em 1898 – apresentados não com menos élan, no interior de uma fábrica desativada de Milão. 

Anteriormente, a marca tinha apresentado as suas linhas Moncler Gamme Bleu do designer Thom Browne e Moncler Gamme Rouge do designer Giambattista Valli, nos horários oficiais das semanas da moda masculina e feminina. Estas foram interrompidas com a chegada do Moncler Genius.
 
Para a sua viagem à China, a marca mudou o nome do projeto para "Moncler Genius 2021, One House, Different Voices to All" e prometeu um novo formato e um novo horário.


Coleção de casacos e vestidospuffer apresentados na 1.ª edição doMoncler Genius em 2018 - Moncler


"A apresentação será transferida de fevereiro para setembro, e consistirá em eventos transmitidos da China através de fusos horários para o mundo, mantendo um espaço no calendário da Semana da Moda de Milão", explicou a maison num comunicado. 
 
A próxima fase de evolução consistirá assim em eventos transmitidos da China, através de fusos horários para o mundo, mantendo a sua lista oficial de Milão, reforçou a Moncler.
 
Embora fundada em 1952 em Grenoble (França), principalmente como um negócio de inverno de casacos de ski, a Moncler está hoje sediada em Milão (Itália), sendo controlada por Remo Ruffini, o dinâmico empresário italiano que adquiriu a marca em 2013.
 
"Ao deslocar-se para o oriente e adotando uma estratégia de difusão, o Moncler Genius explora ainda mais a imaterialidade generalizada e o alcance expansivo da comunicação digital, transformando-se num ato mediático capaz de dialogar diretamente com os clientes, onde quer que estes se encontrem e em qualquer uma que seja a plataforma por onde pairam. Nesta abordagem multicanal, a conversa e a troca entre a marca e o cliente é o centro das atenções, e o cliente mantém um papel ativo. A experiência física inclui a participação e interação ativa online, e estende-se a toda a gente", salientou ainda a Moncler no comunicado.
 
A Moncler não revelou os nomes de quaisquer novas marcas ou designers que irão participar na próxima edição do seu projeto Genius. Apesar de ter tido o cuidado de sublinhar que, decorrente do seu plano Moncler Born to Protect sustainability anunciado em outubro de 2020, as suas próximas coleções Genius apresentarão looks sustentáveis desenvolvidos de acordo com as visões individuais de cada Genius, "cada uma visando diferentes demografias de clientes, diferentes inclinações e personalidades".
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.