Moncler regista aumento de 19% nas vendas em 2018 e promete mais crescimento este ano

A empresa italiana de moda de luxo Moncler anunciou na quinta-feira (28) que prevê mais crescimento em 2019, depois de registar um aumento de 19% nas vendas no ano passado, graças a uma nova estratégia de produto baseada em coleções de ritmo mais rápido, que impulsionou as vendas e a rentabilidade.


Moncler

No ano passado, a receita da companhia aumentou para 1,42 mil milhões de euros, um pouco acima das estimativas da Refinitiv de 1,4 mil milhões de euros. Excluindo o impacto do câmbio, as vendas aumentaram 22%.

No ano passado, o grupo mudou a sua estratégia e investiu no lançamento mensal de produtos para atrair os clientes mais jovens da indústria da moda de luxo, que são mais volúveis. O presidente e diretor-executivo, Remo Ruffini, estava otimista, embora a perspectiva económica fosse incerta. "Sabemos que as incertezas económicas e geopolíticas podem tornar o caminho mais íngreme nos próximos meses, mas acredito que é justamente em tempos difíceis que nos tornamos mais fortes", disse num comunicado.

A Moncler, que é conhecida pelos seus blusões que custam cerca de 1.000 euros, propôs um dividendo de 0,40 euros por ação em 2018, acima dos 0,28 euros do ano anterior. O lucro ajustado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) subiu para 500,2 milhões de euros, ante a 411,6 milhões de euros, acima das expectativas de 478 milhões de euros, com margens de lucro subindo ligeiramente para 35,2%.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER