×
Por
Reuters
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
25 de fev. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Moncler supera expetativas com mais de 2 mil milhões de euros em vendas em 2021

Por
Reuters
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
25 de fev. de 2022

As vendas na fabricante italiana Moncler de roupa de luxo para o exterior cresceram 30% no último trimestre de 2021 e 44% durante todo o ano para níveis bem acima dos pré-pandémicos, graças aos fortes mercados dos EUA e da China, o que superou as expectativas dos analistas.


Moncler Genius - outono-inverno 2020 - Womenswear - Milão - © PixelFormula


A maioria dos grupos de luxo recuperou rapidamente das consequências do surto do coronavírus COVID-19, ajudada por uma forte procura de vestuário de alta gama. A Moncler é o nome mais recente na indústria a obter as melhores estimativas do mercado para as receitas do trimestre de férias de Natal.
 
As receitas consolidadas para o ano inteiro, que incluem a marca recentemente adquirida Stone Island, totalizaram 2,05 mil milhões de euros (2,28 mil milhões de dólares) contra uma previsão consensual dos analistas fornecida pela empresa de 1,99 mil milhões de euros.

"O início de 2022 foi marcado por uma incerteza considerável, particularmente na frente geopolítica, mas também com indicadores importantes que me dão confiança para o futuro", disse num comunicado o diretor executivo Remo Ruffini.
 
O bilionário italiano, presidente e CEO da Moncler, acrescentou ainda que o grupo esperava beneficiar este ano das oportunidades decorrentes do facto da Moncler e da Stone Island celebrarem os seus aniversários de 70 e 40 anos, respetivamente.
 
As vendas da principal marca Moncler totalizaram 803 milhões de euros no quarto trimestre de outubro a dezembro, o que é particularmente importante para a marca orientada para a roupa de inverno, crescendo 20% em comparação com o mesmo período em 2020 e 30% contra 2019, antes da pandemia atingida.
 
A Stone Island, incluída nas contas da Moncler desde abril, contribuiu com 66 milhões de euros para as vendas durante esse período.
 
Os resultados antes de juros e impostos (EBIT) subiram para 603 milhões de euros em 2021 e o lucro líquido para 411 milhões de euros, em comparação com as expectativas dos analistas de 573 milhões de euros e de 386 milhões de euros, respetivamente.
 
A empresa propôs o pagamento de um dividendo de 0,6 euros por ação.
 

© Thomson Reuters 2023 Todos os direitos reservados.