×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
12 de jan de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

N.º 21 leva decadência burguesa milanesa para pré-outono 2021

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
12 de jan de 2021

Pensem na última coleção da N.º 21 como o regresso de Marilyn Monroe, com a sua próxima paragem em Milão. Uma coleção totalmente sobre o designer italiano Alessandro dell'Acqua, que dá uma volta à estrela de cinema com o que faz de melhor: a decadência burguesa milanesa expressa nas suas ideias de pré-outono 2021 para a marca N.º 21 que o napolitano batizou com a sua data de nascimento e o número da sorte. 


Look feminino da coleção pré-outono 2021 da N.º 21 - N.º 21


O regresso de Norma Jean (Marilyn Monroe de nome artístico), que primeiro conhecemos com as suas tranças louras a escorregarem por cima dos ombros, usando uma combinação de calças quentes e camisa de colarinho macio, mostrando pernas infinitas em contraste sensual com um casaco de caça masculino.

Depois, de pé diante de um espelho, numa malha de caxemira amarela com recorte de lábios vermelho cristal, reluzentes, colocando batom numa qualquer casa de banho. Os lendários lábios cheios de Monroe até apareceram como uma partitura de beijos com a modelo em saltos altos no seu boudoir.

O casal N.º 21 vagueia por uma série de casas de banho e suites, antes da menina Monroe finalmente conseguir sair, de pé por cima de uma mesa de um terraço do Hotel Excelsior Gallia, com vista para o ponto de estreia de tantas jovens modelos em Milão, a Stazione Centrale – principal estação ferroviária da capital da Lombardia que Mussolini desejava inaugurar em pessoa.


Look masculino da coleção pré-outono 2021 da N.º 21 - N.º 21


"Dediquei esta coleção a Marilyn Monroe porque reconheço a sua atitude bastante moderna em relação à sensualidade. Apesar da sua reputação de 'loira burra', penso que Marilyn encarnava uma forma saudável e natural de sensualidade. Apelou aos homens e não fez soar o alarme nas mulheres, pois (como Truman Capote a chamava) era 'uma bela criança' em cuja forma e comportamento espontâneo outros encontraram 'algum tipo de explosão sexual em platina'", explicou Dell'Acqua.

"Foi por isso que usei todos os elementos padrão da sensualidade feminina, desde soutiens a decotes decotados, desde bodysuits a culottes, desde casacos amplos usados sem nada por baixo a saias tubulares e bustiers metálicos... tudo isto enquanto capturava uma expressão simplificada de feminilidade que pertence muito ao mundo de hoje: a naturalidade perfeita", acrescentou o designer nascido napolitano, mas radicado em Milão.

Apesar da dica de uma designação ilícita num hotel estrangeiro, as imagens e o humor têm uma certa inocência e feminilidade, mesmo quando a femme fatale entra no elevador com um vestido de renda preta decotado a caminho da lavandaria da cave inferior.


Look feminino da coleção pré-outono 2021 da N.º 21 - N.º 21


Enquanto que o homem aparece em sweatshirts de malha de clubber cortadas ou coletes de angorá com impressão de palma acabados com golas de malha com nervuras; embora Marilyn possa usar esta última peça de vestuário com um soutien em rosa cristal, à medida que se espraia na cama do seu quarto de hotel retro dos anos 50.

Para os sapatos, Dell'Acqua coloca Norma Jean Mortensen, ou Norma Jean Baker (nomes de solteira) em sandálias de salto alto de veludo roxo com fivelas de cristal volumosas; saltos altos de cetim vermelho e plataformas robustas de couro patenteado. Tudo fotografado numa luz de glamour fria pelo fotógrafo Jacopo Benassi.

A mesma decadência burguesa que se mistura de forma inteligente na sessão fotográfica icónica de Bert Stern de 1962, com Marilyn Monroe filmada na Suite N.º 261 e Bungalow 96 do hotel Bel-Air em Los Angeles para a revista Vogue.

As imagens que aparecem na edição de setembro da revista, que foi para a imprensa a 6 de agosto, um dia depois de Monroe – a maior estrela de cinema de sempre – ter sido encontrada morta vítima de uma overdose de barbitúricos.

Adeus Norma Jean. Embora nunca a tenha conhecido de todo. Tiveste a graça de te segurar. Enquanto os que te rodeavam rastejavam.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.