×
Publicado em
16 de nov. de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Natal 2017: portugueses mais moderados no consumo

Publicado em
16 de nov. de 2017

Embora estejam mais otimistas relativamente ao estado atual e futuro da economia nacional, os portugueses estão mais moderados no que diz respeito ao consumo durante a época festiva. As conclusões são do Estudo de Natal 2017 da Deloitte, que indica que as famílias portuguesas têm prevista uma despesa total de 338 euros por lar para as festas.
 


Os 338 euros serão divididos entre presentes (53%), alimentação e bebidas (34%) e eventos sociais (13%). O valor apurado revela uma pequena descida face a 2016 (359 euros) e está consideravelmente abaixo dos 526 euros em Espanha e os 550 euros no Reino Unido.
 
De acordo com o estudo, de 2009 a 2014 assistiu-se a uma queda superior a 50% no consumo estimado pelos portugueses para esta época, que caiu de 620 euros para 270 euros por agregado familiar. Apesar de, a partir de 2014, esta tendência se ter invertido nos dois anos seguintes, em 2017 os valores voltam a baixar.

Apesar disso, “pela primeira desde que o estudo é realizado, Portugal é o mais otimista de todos os países analisados e aquele onde se observou mais evolução face ao ano passado”, realça Pedro Miguel Silva, associate partner de Retail & Consumer Products da Deloitte.
 
De facto, de acordo com o estudo, “embora a média europeia se mantenha ainda negativa” neste quesito, “Portugal registou uma evolução muito favorável”. Em 2017, 39% dos inquiridos avaliam a situação atual como sendo positiva (contra 15% em 2016), face aos 20% que encaram a situação como negativa (49% em 2016).
 
No que diz respeito ao futuro, a maioria dos países, incluindo Portugal, espera uma evolução positiva. Portugal mantém-se o país mais otimista, “com um saldo positivo de 32%” (contra os apenas 4% de 2016).

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.