Natura regista trimestre mais forte da sua história, com aumento de 48,7% no lucro líquido

A empresa brasileira de cosméticos Natura & Co, que é proprietária das marcas Natura, da australiana Aesop e da britânica The Body Shop, informou em comunicado que obteve fortes resultados no ano de 2018 e no quatro trimestre. A empresa anunciou que registou um crescimento de 36% na receita liquida durante o ano, para 13,4 mil milhões de reais (3,1 mil milhões de euros), e aumento de 48,7% no lucro líquido no quatro trimestre, para 381,7 milhões de reais, devido ao aumento do EBITDA (+13,7% no 4T e +23% no ano, em base reportada), à diminuição das despesas financeiras menores e à menor taxa efetiva de imposto de renda.


Natura regista trimestre mais forte da sua história - Facebook: The Body Shop
 
A Natura & Co, que tem sede em São Paulo, destacou que as suas vendas totais atingiram os 13,4 mil milhões de reais e a receita líquida ajustada aumentou +13,5% durante o ano. Da mesma forma, no quarto trimestre, as vendas consolidadas aumentaram +16,1%, atingindo os 4,3 mil milhões de reais (1,01 mil milhões de euros), impulsionadas pelo forte desempenho nos três negócios. O lucro operacional cresceu +2,9% no quarto trimestre, para 542,4 milhões de reais (126,9 milhões deeuros), e +17,3% no ano, em base pró-forma, para cerca de 1,3 mil milhões de reais (300 milhões de euros).
 
"Com crescimento de dois dígitos na receita, EBITDA ajustado e lucro líquido e forte geração de fluxo de caixa, a Natura & Co encerrou o seu primeiro ano de existência com resultados fortes. Todas as nossas três marcas contribuíram para este desempenho", comentou o presidente-executivo do Conselho de Administração da Natura &Co, Roberto Marques.

A Natura, principal marca do grupo, registou o trimestre mais forte em vendas da sua história no Brasil, com aumento de 15,7%, para 2,7 mil milhões de reais no quarto trimestre, e 9,9% no ano, impulsionado por fortes campanhas de Natal no Brasil e na América Latina. No Brasil, a marca manteve a liderança no setor e em categorias chave (perfume, corpo e presentes), e registou aumento de +18,4% na produtividade das consultoras pelo nono trimestre consecutivo no 4T.  A receita liquida aumentou +10,4% no 4T para 2.508,4 milhões de reais, e 8,2% no ano, para 8.322,8 milhões de reais.

Na América Latina, houve crescimento em todas as regiões; com forte performance no México, Argentina e Colombia no 4T, bem como aumento de +9,5% no número de consultoras e +11,8% em volume. A Natura destacou a expansão digital do seu negócio, com mais de 60% de consultoras no Brasil e 30% na Latam a plataforma móvel.
 
A receita líquida da The Body Shop também subiu +11,2% (-1,7% em moeda constante) no quatro trimestre para 1.346,2 milhões de reais, e +17,7% no ano (+1,7% em moeda constante) para 3.886 milhões de reais. A empresa ressaltou o sólido desempenho operacional da marca britânica no 4T devido à uma forte campanha de Natal e aumento das vendas em mesmas lojas. Ainda assim, em moeda constante, as vendas caíram -1,7% no quarto trimestre, afetada pelo encerramento de 62 lojas próprias que estavam com baixa performance e faseamento dos pedidos dos franqueados.

Enquanto isso, a Aesop apresentou bom desempenho no último trimestre e no ano, com forte crescimento em todos os canais e regiões e crescimento contínuo de dois dígitos em vendas em mesmas lojas e EBITDA. A marca registou aumento de +43,9% na receita líquida no 4º trimestre para 360 milhões de reais, e de +50,6% no ano todo para 1.064 milhões de reais. Durante o ano, a Aesop abriu 18 lojas, totalizando 227.

“A tendência de crescimento demonstra a força do nosso grupo global, multi-marca e multi-canal”, disse o grupo em comunicado. "A Natura &Co está no caminho para cumprir as suas metas financeiras de médio prazo, com impacto social e ambiental positivo.”

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

CosméticaNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER