×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
11 de dez. de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Neiman Marcus regista quinto trimestre consecutivo de aumento nas vendas comparáveis

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
11 de dez. de 2018

O grupo americano de retalho de luxo, Neiman Marcus, com sede em Dallas, no Texas, anunciou que registou um aumento de 2,8% nas suas vendas comparáveis, sendo o quinto trimestre consecutivo de crescimento.


Instagram: @neimanmarcus


A empresa, que tem dívidas de 4,8 mil milhões de dólares, com vencimento no início de outubro de 2020, alcançou receitas totais de 1,10 mil mihões de dólares no primeiro trimestre encerrado a 27 de outubro de 2018, em comparação com o mesmo período do ano anterior.
 
De acordo com Geoffroy van Raemdonck, CEO do Neiman Marcus Group, as vendas online da empresa aumentaram 8,9% durante o período. No entanto, apesar dos seus ganhos em vendas, o prejuízo líquido da empresa totalizou 28,2 milhões de dólares, ante a 26,2 milhões de dólares no primeiro trimestre do ano anterior.

“Os nossos resultados do primeiro trimestre marcaram o quinto trimestre consecutivo de aumento de receita comparável, e demonstram a contínua estabilização dos nossos negócios. Continuamos a concentrar-nos em cumprir o nosso plano para este ano, ao mesmo tempo que posicionamos a empresa para o crescimento futuro”, declarou Geoffroy van Raemdonck num comunicado. “Continuaremos a impulsionar a inovação que enriquece a experiência de compra e a investir em personalização e omni-selling”.
 
Em setembro, a Neiman Marcus transferiu a sua loja de retalho online MyTheresa para uma entidade separada, controlada pela empresa-mãe, uma mudança que foi criticada por alguns detentores de dívidas do grupo, que alegaram que a transferência moveu os principais ativos para fora do seu alcance. 

Como resultado da mudança, a Neiman Marcus reportou apenas dois meses de resultados da MyTheresa no seu último relatório financeiro trimestral. No início deste mês, a empresa anunciou que não chegou a um acordo para reestruturar a sua dívida.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.