×
347
Fashion Jobs
UNREAL FIELDS
Creative/Art Director
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Commercial Product Manager - Work With Product in The Fashion Business
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer - Italian Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
SALSA
Vendeur(se) Carre Senart 30h
Efetivo - CLT · Paris
LION OF PORCHES
Fotógrafo (m/f) – Vila do Conde
Efetivo - CLT · PORTO
BWGROUP
Fashion Styling And Production
Efetivo - CLT · BRAGA
BWGROUP
Fashion Design Intern
Estágio · BRAGA
CONFIDENTIAL
Concession Manager w/m - Lisboa - Full Time
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Freeport - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Alcochete
BWGROUP
Controle de Qualidade / Tabelas de Medidas
Efetivo - CLT · BRAGA
LEVI'S
Part-Time 20h Levis el Corte Inglês Gaia
Efetivo - CLT · Vila Nova de Gaia
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Wshopping (Santarém) - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Lisboa
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Évora Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Évora
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Campera - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Carregado
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Cascais Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Cascais
Por
Reuters API
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
21 de dez de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Nike aumenta previsões de vendas para ano inteiro após aumento de lucros

Por
Reuters API
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
21 de dez de 2020

A Nike Inc. anunciou sexta-feira (18 de dezembro) que as receitas para o ano seriam provavelmente melhores do que o esperado, depois de os clientes cautelosos com a pandemia de COVID-19 terem procurado vestuário desportivo para o ar livre, impulsionando o seu terceiro aumento consecutivo nas vendas eletrónicas.


Reuters


As ações da Nike, com sede em Beaverton (Oregon, EUA), subiram cerca de 5% na negociação após soar o sino. Este ano, com ganhos de cerca de 37%.

A crise global da saúde levou as pessoas a retomarem atividades como a corrida e o ciclismo, o que foi um impulso muito necessário à Nike e a outros fabricantes de vestuário desportivo que sofreram uma queda nas vendas no início deste ano.

Com o confinamento, as pessoas têm vindo a registar-se em massa para formação e aplicações de vendas da Nike, resultando num aumento significativo das vendas online ao longo do ano.

O tempo que a Nike investiu nos seus canais de comércio eletrónico compensou e deu-lhe uma vantagem competitiva sobre rivais como a Adidas, de acordo com Jessica Ramirez, analista em Retalho da Jane Hali & Associates.

"O site da Nike é rapidamente atualizado e fácil de navegar, a sua aplicação é intuitiva, e o seu foco na recolha de dados de clientes em diferentes serviços ajudou-o a visar os consumidores certos, numa altura em que as pessoas são muito mais cuidadosas com os seus gastos.

A maior empresa mundial de vestuário desportivo disse esperar um crescimento anual de receitas de cerca de 11%-13%, acima da sua previsão anterior de cerca de 9%-10% de crescimento.

A Nike explica que as vendas eletrónicas aumentaram 84%, crescendo até aos três dígitos na América do Norte (o seu maior mercado) e vendo fortes aumentos de dois dígitos noutras partes do mundo.

As receitas aumentaram cerca de 9% para 11,24 mil milhões de dólares (9,16 mil milhões de euros) no segundo trimestre terminado a 30 de novembro, enquanto os analistas esperavam uma média de 10,56 mil milhões de dólares (8,61 mil milhões de euros), de acordo com os dados IBES da Refinitiv.

A empresa anunciou um aumento de 12% nos lucros para 1.250 milhões de dólares (cerca de 1.020 milhões de euros) ou 78 cêntimos por ação (63 cêntimos), excedendo as previsões dos analistas de 62 cêntimos por ação (50 cêntimos).

As despesas de venda e administrativas caíram 2% para 3,3 mil milhões de dólares (2,69 mil milhões de euros), aumentando ainda mais o lucro, uma vez que a pandemia impediu a Nike de gastar tanto em marketing para as suas marcas e eventos desportivos.
 

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.