×
Por
Reuters
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
24 de set. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Nike falha estimativas de receitas trimestrais e ações caem

Por
Reuters
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
24 de set. de 2021

A Nike Inc cortou as expectativas de vendas fiscais de 2022, na quinta-feira (23 de setembro), e disse esperar atrasos durante a época de compras de férias, culpando uma crise na cadeia de abastecimento que a deixou com custos de frete e produtos presos em trânsito.


Foto: Nike Swim - Photo: Nike Swim


As ações da Nike, que caíram cerca de 9% em relação ao seu recorde com alta em agosto, caíram 3% no comércio alargado.

O encerramento de fábricas no Vietname, onde cerca de metade de todo o calçado Nike é fabricado, acumulou mais pressão sobre as cadeias de fornecimento globais, que já estão a recuperar sob o impacto da pandemia, com alguns analistas a preverem que a Nike terá falta de produtos durante a época crucial de compras de férias.

Os inventários dos retalhistas já estão a atingir mínimos históricos. Dados do Banco da Reserva Federal de St. Louis mostraram que no final de julho, as lojas tinham mercadoria suficiente para cobrirem apenas um pouco mais de um mês de vendas, uma queda acentuada em relação à vantagem de quase dois meses que tinham em abril do ano passado.

A Nike disse que as receitas subiram de 10,59 mil milhões de dólares (9,02 mil milhões de euros) no primeiro trimestre terminado em 31 de agosto para 12,25 mil milhões de dólares (10,44 mil milhões de euros), enquanto os analistas esperavam em média 12,46 mil milhões de dólares (10,62 mil milhões de euros), de acordo com os dados do IBES da Refinitiv.

O rendimento líquido da Nike subiu 23% para $1,87 mil milhões (1,59 mil milhões de euros), ou $1,16 dólares por ação (0,99 cêntimos de euro), no primeiro trimestre.
 

© Thomson Reuters 2021 Todos os direitos reservados.