×
Por
Reuters API
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
26 de mai. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Nike não renovou contratos de franchise na Rússia, informa imprensa russa

Por
Reuters API
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
26 de mai. de 2022

A Nike não renovou o seu contrato de franchise na Rússia com o Inventive Retail Group (IRG), o maior operador de lojas monomarca do país, informou na quarta-feira o diário económico russo Vedomosti.


Archivo


O diretor do IRG, que explora as lojas da Nike na Rússia através da sua subsidiária Up And Run, declarou que a fabricante de moda desportiva já não fornece mercadorias para a Rússia, indica o Vedomosti. "Como os aprovisionamentos de mercadoria estão a acabar, o IRG será forçado a fechar todas as suas lojas sob esta marca", declarou o presidente da empresa, Tikhon Smykov, numa carta dirigida aos funcionários, segundo indica o jornal.
 
A Nike anunciou em março a suspensão temporária das suas atividades na Rússia em resposta à agressão de Moscovo na Ucrânia, exceto em lojas geridas por parceiros independentes.

A Nike não respondeu imediatamente a um pedido de comentários. O IRG declarou não poder comentar a sua relação com a Nike devido a questões contratuais. Um porta-voz do IRG declarou: “No contexto atual, não podemos continuar a apoiar a operação de lojas monomarca da Nike e seremos forçados a fechá-las.”

A Up And Run opera 37 lojas em toda a Rússia, de São Petersburgo a Novosibirsk, e o seu site indica que 28 destas ainda se encontram abertas. A Reuters visitou três lojas da Nike este mês, incluindo a loja principal no centro de Moscovo, que continuava a operar normalmente.
 
O Vedomosti citou dados do Rospatent, departamento de patentes da Rússia, segundo os quais os contratos de franchise com a Up And Run, assim como outros franchisados, A3 Sport e Yar, expiraram a 26 de maio. A Reuters não conseguiu verificar imediatamente estes dados.

© Thomson Reuters 2022 All rights reserved.