×
358
Fashion Jobs
LION OF PORCHES
Diretor(a) de Marketing / Marketing Director
Efetivo - CLT · PORTO
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. Comercial Braga Parque (m, f)
Efetivo - CLT · Braga
MINGA LONDON
Ecommerce Manager
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
MINGA LONDON
Head of Creative Content / Art Director
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
SALSA
IT Retail Systems Specialist – Oportunidade de Suporte e Participação em Projetos de IT
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Serra Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Covilhã
LEVI'S
Part-Time 20h Eci ls Oporto
Efetivo - CLT · Vila Nova de Gaia
H&M
Sales Advisor Part-Time Para cc Leiria Shopping
Efetivo - CLT · Boa Vista
H&M
Sales Advisor Part-Time Para cc Espacio Guimaraes
Efetivo - CLT · Guimarães
SANDRO PORTUGAL
Sales Assistant 12hr Corner Porto h/m
Trainee · PORTO
SCALPERS
Sales Assistant -Lisboa -30/20 Horas Semanales
Trainee · LISBOA
SCALPERS
Sales Assistant -Oporto -30/20 Horas Semanales
Trainee · OPORTO
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Algarve Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Albufeira
H&M
Junior Accountant (Lisbon h&m Office)
Efetivo - CLT · Lisboa
H&M
Sales Advisor Part-Time Para cc Mar Shopping (Algarve)
Efetivo - CLT · Almancil
H&M
Sales Advisor Part-Time Para cc Algarve Shopping
Efetivo - CLT · Almancil
Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
20 de dez de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Nike supera expectativas, mas dececiona na América do Norte

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
20 de dez de 2019

A marca desportiva americana Nike anunciou na quinta-feira um lucro e um volume de negócios superiores às expectativas, mas as suas vendas na América do Norte foram inferiores ao esperado.


AFP archives / Drew Angerer


O volume de negócios da Nike aumentou 10%, para 10,33 mil milhões de dólares, mas em perímetro e taxas de câmbio constantes, o aumento foi de 13%. Um resultado melhor do que o esperado pelos analistas, que apontavam para 10,09 mil milhões de dólares.

A marca registou vendas mais altas em todas as regiões no segundo trimestre do seu exercício fiscal, que terminou a 30 de novembro. O volume de negócios na China aumentou significativamente para 1,85 mil milhões de dólares, uma progressão de 20% em relação ao mesmo período do ano passado.

Por outro lado, as vendas na América do Norte, embora acima das do ano passado (3,98 mil milhões de dólares, +5%), são inferiores às esperadas pelos analistas, que previam 4,05 mil milhões dólares.

O lucro líquido da Nike aumentou 11% em termos homólogos, para 4,54 mil milhões de dólares, marcado por uma margem operacional de 44,0%, contra 43,8% no mesmo período do ano anterior. O lucro por ação ajustado, a referência para os investidores americanos, foi de 70 cêntimos, contra os 58 cêntimos esperados em média pelos analistas financeiros.

Os bons números da Nike foram possíveis graças a "investimentos estratégicos e direcionados para a nossa transformação digital", disse o diretor financeiro da marca Andy Campion. A fabricante de equipamento desportivo continuou a fortalecer a sua atividade "Nike Direct", que consiste em vender os seus artigos aos consumidores através de aplicações em smartphones e na internet.

Em novembro, a Nike anunciou o fim da venda direta das suas roupas e sapatilhas na plataforma da Amazon, interrompendo uma parceria estabelecida em 2017 com a gigante tecnológica.

Este bom desempenho contrabalançou o impacto das sobretaxas alfandegárias americanas nos produtos importados da China, onde a Nike fabrica cerca de um quarto dos seus produtos. Na semana passada, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou as tarifas alfandegárias adicionais que ameaçariam ainda mais os produtos da marca desportiva.

A ação da Nike recuou após a publicação dos seus resultados e foi negociada a 100,32 dólares por volta das 22h15 (GMT), uma queda de 0,89%.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.