Outdoor: mercado europeu cresce, mas França derrapa

O salão Outdoor de Friedrichshafen abriu este fim de semana rodeado por um ambiente dinâmico no setor. Segundo dados recolhidos pelo European Outdoor Group e divulgados no domingo, as vendas do setor no atacado alcançaram os 5,86 mil milhões de euros. O outdoor regista um crescimento de 7,2% em valor (excluindo o impacto das taxas de câmbio e inflação) e de 6,7% em volume em relação a 2016.


Divisão por categorias em 2017 - EOG

Estas estatísticas são provenientes da análise de dados de sell-in de 115 empresas do setor, que permitem estimar um mercado externo que faturou cerca de 12,3 mil milhões de euros em 2017.

Em toda a Europa, as tendências não são homogéneas, especialmente nos três principais mercados - Alemanha, França e Grã-Bretanha -, que juntos representam metade do mercado europeu e se traduzem em 115 milhões de produtos e serviços e 2,95 mil milhões de euros no atacado. O mercado britânico, associado ao da Irlanda, parece ter beneficiado de um ajustamento de preços. O número de peças vendidas saltou 14% e as suas vendas em valor subiram 8%. O mercado alemão mostra uma boa progressão de 3% tanto em volume como em valor. França está estagnada. Em volume, as suas vendas são estáveis em relação a 2016, enquanto em valor caíram 2%.


Divisão por volumes por categoria em 2017 - EOG

Quanto às categorias, o bom início da última temporada de inverno, no final de 2017, beneficiou as vendas de vestuário. Em termos europeus, estas aumentam 5% em valor e 6,7% em volume. Mas, o salto mais impressionante foi o do segmento do calçado, cujo volume de vendas subiu 9,2%, enquanto as vendas em valor registaram + 13,4%. Outra categoria em expansão é a de colchões e sacos-cama, com as vendas a avançarem 3,9% em volume e 9,7% em valor. Apenas a categoria das tendas mostrou um declínio em 2017.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

DesportoNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER