PVH: vendas da Tommy Hilfiger em alta, mas as da Calvin Klein caem no quarto trimestre

A PVH Corp. anunciou na quarta-feira lucros e vendas ajustadas para o ano fiscal de 2019 superiores às expectativas de Wall Street, beneficiando do aumento da demanda pelas roupas e acessórios da marca Tommy Hilfiger.


Ver o desfile
Tommy Hilfiger - outono-inverno 2019 - Moda Feminina- Paris - © PixelFormula

As ações da proprietária da Calvin Klein, que também anunciou vendas e lucros acima das expectativas no quarto trimestre, subiram 10% após o fecho.
 
A empresa com sede em Nova Iorque cortou nas promoções para manter o estatuto de gama alta do seu portefólio, além de apostar em influenciadores das redes sociais como Kendall Jenner, Shawn Mendes e Zendaya para fortalecer as marcas Tommy Hilfiger e Calvin Klein junto dos compradores das gerações Y e Z.
 
A PVH prevê um lucro anual ajustado entre 10,30 e 10,40 dólares por ação, cujo ponto médio é superior à estimativa dos analistas de 10,31 dólares.

O grupo espera igualmente um crescimento das vendas de 4% no ano, o que corresponde a cerca de 10,04 mil milhões de dólares, contra 9,88 mil milhões de dólares para Wall Street.

As vendas da Tommy Hilfiger, a locomotiva da PVH, aumentaram 2,3% para 1,2 mil milhões de dólares no quarto trimestre. O grupo espera um crescimento das vendas da marca de aproximadamente 6% em 2019.
 
"O trimestre foi estelar. A Tommy Hilfiger excedeu muito as nossas expectativas", declarou Steven Marotta, analista da C.L King and Associates.

As vendas da Calvin Klein, a sua segunda maior marca, caíram 2% no quarto trimestre, como resultado da contínua fraqueza das operações da Calvin Klein Jeans na América do Norte.
 
Em janeiro, o grupo havia anunciado a sua intenção de reestruturar o seu negócio Calvin Klein e de impulsionar a sua atividade de moda de alta gama sob a marca Calvin Klein 205W39NYC, após os compradores se mostrarem relutantes face aos preços mais elevados e aos produtos "fashion forward", o que levou a um mau desempenho da marca no último trimestre.

De acordo com a PVH, as vendas da Calvin Klein deverão aumentar cerca de 2% este ano.
 
O lucro líquido atribuível ao grupo subiu para 158,7 milhões de dólares, ou 2,09 dólares por ação, no quarto trimestre encerrado a 3 de fevereiro, comparado com 108,5 milhões de dólares, ou 1,39 dólares por ação, um ano antes.

A receita líquida diminuiu 0,6% para 2,48 mil milhões de dólares em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, que incluiu uma semana adicional.

Excluindo itens, a PVH ganhou 1,84 dólares por ação.
 
Os analistas esperavam, em média, um lucro de 1,76 dólares para um volume de negócios de 2,41 mil milhões de dólares, segundo dados IBES da Refinitiv.

Traduzido por Estela Ataíde

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER