Paris é uma festa internacional

Preparem-se para uma Semana da Moda de Paris agitada, com a estreia de marcas para acompanhar de perto nas passarelas parisienses, e o regresso de uma das mais lendárias marcas francesas de moda.


Ver o desfile
Jacquemus - primavera-verão 2018 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula

O evento, que terá duração de nove dias e terminará a 6 de março, contará com 79 desfiles e mais de 30 apresentações. Mas, como sempre acontece na moda, um setor que nunca deixa de procurar novidades, grande parte da atenção estará voltada para uma série de estreias interessantes.

A mais esperada será, sem dúvida, a de Yiqing Yin, de Pequim, que apresentará a sua primeira coleção para a Poiret, um século depois de Paul Poiret ter sido o rei supremo de Paris.
 
Embora tenha falecido sem muito dinheiro, Poiret conseguiu condensar nos seus desenhos a cor e o imaginário selvagens que existiam em Paris antes da Primeira Guerra Mundial. Poiret foi um dos primeiros designers a colaborar com artistas e ficou famoso por introduzir elementos do balet russo nas suas coleções. Uma retrospetiva de 2007 no Costume Institute serviu para ressaltar a sua boa reputação. Portanto, Yiqing Yin tem uma boa referência para seguir. Poiret não foi batizado de "o magnífico” à toa.

Outra boa parte da atenção estará sobre Marine Serre, a mais nova vencedora do prémio LVMH, que fará sua estreia no calendário oficial da Federação da Alta-Costura e da Moda, o órgão francês que regula a moda.

Uma designer com grande potencial, Marine Serre também foi nomeada para outros dois importantes prémios de moda na França. A sua mistura de materiais e as suas referências culturais posicionam-na como uma criadora a ser acompanhada de perto.

A Beautiful People, a marca do japonês Hidenori Kumakiri, anteriormente responsável pela Comme des Garçons, também entrará pela primeira vez no calendário. Além disso, Hong Kong trará outra novidade, Anais Mak, cuja marca Jourden dá forma a texturas peculiares e criações ornamentadas. Esta semana da moda também trará de volta uma das marcas francesas mais bem-sucedidas, a APC, que se apresentou em Nova Iorque nos últimos cinco anos.

Além disso, um bom grupo de marcas notáveis ​​apresentarão em Paris as suas primeiras coleções de prêt-à-porter. Entre estas está a Ralph & Russo, a marca australiana de alta costura que tem sede em Londres; Cyclas e Mame, provenientes do Japão, Dawei Sun e Jarel Zhang, da China; e Kim Moohong, da Coreia. Mas, a estreia mais esperada será a de Georgian Irakli Rusadze. Depois do seu compatriota Demna Gvasalia ter revolucionado o mundo da moda com a Vetements, o mundo do estilo tem estado á espera da chegada de outro talento do Mar Negro.
 
Ver o desfile
Altuzarra - primavera-verão 2018 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula

Paris também mantém a lealdade de duas das empresas americanas com maior potencional, Altuzarra e Thom Browne, que claramente beneficiaram da atenção internacional proporcionada pela Semana da Moda. Nenhuma outra semana da moda do mundo atrai tantos compradores ou jornalistas estrangeiros. De facto, o calcanhar de Aquiles de Nova Iorque é o fracasso em atrair um público verdadeiramente global às suas passarelas.

A Federação também tem apoiado ativamente o talento emergente com o seu programa "Designers Apartment", uma incubadora de estilistas muito popular. Nesta temporada, o programa será realizado no Palácio de Tóquio, localizado ao lado do rio Sena, e receberá as apresentações de 13 jovens promissores: Afterhomework, Coralie Marabelle, Da/da. Dawei, Kenta Matsushige, Mazarine Paris, Proêmes de Paris, Quoi Alexander, Savoar Fer, Arthur Avellano, Clara Daguin, GNDR e Nïuku.

Seguindo a tradição recente, a ação começará na segunda-feira 26 com um desfile único, o de Jacquemus, que mostrará a sua coleção no Petit Palais. A marca mais poderosa a apresentar-se será a Dior, com um desfile no museu Rodin, na terça-feira (27) à tarde. A marca também irá inaugurar, num evento simples, uma loja de óculos ao lado da sua sede histórica na Avenue Montaigne, o que a tornará na primeira grande empresa de moda a ter uma loja exclusiva de óculos.

Paris, como sempre, será uma festa, especialmente para os visitantes estrangeiros, como o grande designer suíço Albert Kriemler, da Akris, a organizar um jantar; Ingie Chalhoub, cujo grupo assinou recentemente um acordo com a Farfetch para o Médio Oriente, realizará um jantar dançante no icónico clube noturno Castel após o seu desfile no hotel Shangri-La. Escolher a localização certa é sempre algo vital na moda.

Com as várias mudanças de última hora, a Chanel marcou o seu desfile para a última manhã. Isso significa que este dia será o mais movimentado, porque também será o dia da apresentação da Miu Miu e da Louis Vuitton, que encerrará esta temporada outono-inverno. Estes vão fechar um mês de desfiles e confirmar Paris como a cidade com a semana da moda mais esperada de todas.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirDesfiles
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER