×
318
Fashion Jobs
Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
12 de fev de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Permira, proprietária da Dr Martens, vai comprar Golden Goose

Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
12 de fev de 2020

A empresa de private equity Permira chegou a um acordo para comprar a marca italiana de sneakers de luxo Golden Goose, revelou esta quarta-feira à Reuters uma fonte familiarizada com o assunto.


Foto: Golden Goose


A empresa americana de investimentos Carlyle, atual proprietária da marca de calçado de Veneza, conhecida pelos seus sneakers de 400 euros com uma estrela de cinco pontos na lateral, deu início ao processo de venda no final do ano passado. Segundo as fontes, a Carlyle pretendia licitar a marca em nada menos que 1,2 mil milhões de euros.
 
A Permira estava em competição com a empresa rival de private equity Advent e com a americana SPAC Acamar, revelou uma fonte. A Permira foi encarada como um forte candidato ao ativo devido à sua experiência com marcas de luxo, incluindo Valentino e Hugo Boss, que costumavam fazer parte do seu portefólio de investimentos, disseram várias fontes.

A Permira é também proprietária da marca britânica de botas Dr Martens, que terá planos de entrar em bolsa. Nenhum porta-voz da Permira esteve disponível imediatamente para comentar.

A Golden Goose foi fundada em 2000 pelos designers Francesca Rinaldo e Alessandro Gallo. Em 2013, foi adquirida pelo fundo italiano de private equity DGPA, que a vendeu à empresa de investimentos Ergon Capital dois anos depois.
 
Em 2017, a marca mudou-se para a Carlyle, que impulsionou a sua expansão nos Estados Unidos e na Ásia, com lojas em Nova Iorque, Tóquio e Pequim.

Liderada pelo CEO Silvio Campara, a Golden Goose também expandiu a sua gama de produtos para incluir roupa e acessórios, com foco em artigos de couro.
 
A receita do grupo aumentou de menos de 50 milhões de euros em 2014 para quase 200 milhões de euros em 2018, 80% dos quais gerados fora de Itália.

© Thomson Reuters 2020 Todos os direitos reservados.