Pitti Uomo promete uma edição 88 "fulgurante"

“O Pitti Uomo 88 será uma edição de alta tensão. Eu lhes convido para vir e tomar um grande descarrego em termos de moda e de energia”, lança Agostino Poletto, vice-diretor-geral da Pitti Immagine, organizadora do salão florentino que se tornou uma referência para a moda masculina em todo o mundo.
 
“Será um Pitti intenso, com diversos novos projetos, reintera o dirigente Raffaello Napoleone, que anuncia para a abertura, a 15 de junho à noite na esplêndida Piazza Santa Croce, uma partida histórica de futebol com trajos da época do Renascimento, revivendo uma tradição que nasceu em Florença em 1530.

A cor será o principal tema do próximo Pitti Uomo

O presidente da Pitti Immagine, Gaetano Marzotto, vai mais longe evocando um “Pitti fulgurante”. “Graças à ajuda das instituições públicas e do governo, prevemos trazer ao salão centenas de novos compradores, nomeadamente provenientes de novos países da Ásia central, mas também de Coreia do Sul e do Japão. O Pitti deve tornar-se um verdadeiro ponto para as PME italianas pouco conhecidas no exterior”, explica o dirigente.
 
“Nós encaminharemos em seguida esses compradores para Milão, fazendo-lhes pegar o grande trem da moda fretado especialmente para eles, a 19 de junho, no fechamento do Pitti e na abertura da Fashion Week milanesa. Finalmente conseguimos organizar uma verdadeira semana de moda masculina em Itália”, prossegue. De fato, muitos eventos vão encadear-se entre Florença e Milão, com a presença, por exemplo, no Pitti, do jovem estilista Arthur Arbesser, que desfilará em seguida pela primeira vez em Milão.
 
Para sua próxima edição estival, que decorrerá de 16 a 19 de junho, o evento apronta-se para receber 1.150 marcas, contra 1.100 no ano passado, dentre as quais 460 vindas do estrangeiro (40% da oferta). No programa, grandes mudanças na organização, assim como um calendário denso e colorido, que será o tema e o slogan desta 88.ª edição: “That’s Pitticolor!”

Florença dedica uma exposição a Nino Cerruti durante o Pitti

Surfando na evolução transgénero, que emergiu das passarelles nessas últimas temporadas, o Pitti Uomo decidiu abolir o Pitti W, o minissalão dedicado às pré-coleções femininas dentro do evento. No lugar deste será inaugurado um novo espaço denominado “Open”, que receberá cerca de vinte marcas, oferecendo “acessórios e vestuários pensados para serem endossados por ele ou ela”. “O unissexo é a grande tendência do momento, uma vez que este conceito quer ultrapassar a fronteira tradicional entre o homem e a mulher”, resume Agostino Poletto.
 
Outras mudanças, o aumento e a transferência do Touch!, o espaço dedicado às marcas masculinas de vanguarda, no ex-pavilhão ocupado pelo Pitti W. Com um espaço de 2000 m2, esta seção vai reunir cerca de 100 expositores, dos quais 70% vindos do estrangeiro. Por sua vez, a seção Futuro Maschile, consagrada ao clássico contemporâneo vai dobrar seu espaço, abrigando cerca de 80 marcas.

Jeremy Scott promete um espetáculo Moschino estimulante a 18 de junho em Florença

Por fim, no interior do Futuro Maschile, o salão vai abrir uma loja temporária, #Goldmaniac , que vai oferecer aos visitantes (compradores e jornalistas) uma coleção-cápsula realizada a partir de dez peças icónicas, de T-shirts a óculos, produzidas por uma seleção de expositores escolhidos por uma butique de prestígio. É a marca milanesa Antonia, que vai inaugurar este projeto, realizado a cada edição junto com um novo parceiro multimarca top.
 
A Pitti Immagine anuncia, por outro lado, uma nova colaboração com uma marca internacional: a americana Saks Fifth Avenue, que celebrará o “Italian Sartorial Style”, apresentando nas vitrines das suas 40 unidades, durante três semanas a partir de 21 de junho, as coleções de 30 PME italianas. O projeto similar lançado há dois anos com a marca japonesa Isetan foi reconduzido para mais dois anos.

Um modelo da Dent de Man, do marfinense Alexis Temomanin, que desfilará no Pitti junto com três outros estilistas africanos

Incontáveis iniciativas são aguardadas neste Pitti Uomo 88. Assim como já havia sido anunciado, o convidado de honra é a Moschino homme, que desfilará na quinta-feira, 18 de junho à noite. A este espetáculo juntam-se duas instalações especiais, a do jovem talento britânico Thomas Tait e aquela do estilista escultor Carlo Brandelli para a marca Kilgour. Vale a pena não perder também “Il Signor Nino”, a exposição consagrada a Nino Cerruti.
 
Vale realçar ainda o desfile Ports 1961 sob a égide de Milan Vukmirovic, os 40 anos da CP Company, um desfile coletivo “Constellation Africa” de 4 estilistas africanos no âmbito da ITC Ethical Fashion Initiative. Por fim, quanto aos jovens talentos, vale notar a apresentação da primeira coleção total look da Casamadre e a estreia de Louis Leeman, marca de calçados desenhada pelo Holandês Louis Leeman e pela Florentina Erica Pelosini.

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirSalões de Moda
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER