×
700
Fashion Jobs
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Braga
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Direct-tO-Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer - Spanish Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Apo (Snp/Ibp) Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Non-Trade Procurement Business Analysis (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Footwear Buyer
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Apparel Buyer
Efetivo · Alicante
SACOOR BROTHERS
Fiel de Armazém (Storekeeper) - c. Comercial Colombo (m, f)
Efetivo · Lisboa
MINGA LONDON
Digital Marketeer
Efetivo · GUIMARÃES
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant - c. Comercial Norteshopping (m, f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - People Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Reporting & Analytics (M/F/D) - Direct to Consumer Ecommerce
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo 1
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
Por
Jornal T
Publicado em
28 de out. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Portugal escapa à inflação dos preços no têxtil e vestuário

Por
Jornal T
Publicado em
28 de out. de 2021

O aumento conjugado dos custos energéticos, das matérias-primas e dos transportes e interrupções na cadeia de fornecimento já estão a exercer impacto nos preços de venda do setor têxtil e do vestuário no consumidor final nos principais mercados europeus, mas Portugal é dos poucos onde essa pressão ainda não se fez sentir: em setembro houve uma deflação de 2%.



Mas, como os empresários portugueses vêm antecipando há alguns meses, Portugal acabará também por evoluir no sentido do aumento da inflação nos próximos meses, uma vez que os fatores que influenciam o aumento dos preços estão já presentes no interior das fronteiras.

O setor, tradicionalmente deflacionário, fechou agosto com a maior taxa de inflação desde que há monitorização (cerca de 1,5% em média para a União Europeia) e os valores de setembro, os últimos disponíveis, confirmam a tendência de alta.

Segundo o Eurostat, gabinete de estatísticas da União Europeia, a República Checa lidera a alta do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do setor no continente europeu, com taxa homóloga de 9,3% em setembro passado.

A Turquia surge em segundo lugar, com um IPC de 7,3% em setembro, que, apesar de estar bem acima da média europeia, é o menor do país nos últimos três meses. Entre as principais economias europeias, a França registou o menor IPC do setor, com taxa de 0,8% em setembro.

Alemanha, Itália e Espanha encontram-se acima da média europeia, com uma inflação de, respetivamente, 3%, 2,5% e 1,9% em setembro.

Para além de Portugal, mais nove países da União Europeia encerraram setembro com um IPC negativo. A Irlanda posiciona-se em último lugar no ranking, com uma taxa negativa de 3,1% ano-a-ano, seguida pela Suíça e Croácia (ambas com 2,4% negativa), Finlândia (queda de 2%), Estónia, Dinamarca, Eslovénia, Grécia e Noruega.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.