Preço da lã bate recordes

Os preços da lã estão a bater recordes e deverão continuar em trajetória ascendente ao longo deste ano, segundo o portal Bloomberg.


Na origem da subida de preços está o facto de marcas desportivas como a Adidas, Nike e Puma usarem cada vez mais lã nos seus artigos, dadas as mais-valias desta fibra natural no vestuário e calcado desportivo. Mas também por causa dos próprios consumidores que procuram artigos feitos com fibras naturais e evitam os produtos feitos com as sintéticas.

Essa crescente procura combinada com uma oferta limitada criou “a tempestade perfeita para a lã”, de acordo com a Australian Wool Innovation (AWI) – entidade que representa 24 mil produtores no país que fornece 90% da lã mundial para o sector do vestuário.

“Os preços só podem subir, não podem descer”, afirmou o presidente da AWI, Stuart McCullough, em declarações ao portal Bloomberg.

Os preços, que aumentaram 30% no ano passado, estão no bom caminho para alcançar os 20 dólares australianos (aproximadamente 13 euros) por quilo, depois de terem atingido o recente recorde de 18,22 dólares australianos.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.

TêxtilIndústria
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER