×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
18 de jun. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Primark abre primeira loja da República Checa em Praga

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
18 de jun. de 2021

A Primark está em 14 mercados internacionais e sempre a somar espaços. A marca anglo-irlandesa acabou de abrir a sua primeira loja na República Checa, em Praga, como retalhista de moda de valor e estilo de vida, continuando a expandir a sua presença em toda a Europa Central e Oriental.


Fachada da primeira loja Primark na República Checa, em Praga - DR


A loja aberta na praça Wenceslas, em Praga, junta-se a outras novas lojas em Varsóvia e Poznan na Polónia e Ljubljana na Eslovénia. Foram também assinados contratos de arrendamento para a primeira loja da Primark na Eslováquia e outras unidades polacas em Cracóvia e Katowice. Uma segunda loja na República Checa está já reservada e projetada para abrir em Brno no próximo ano.

A loja de Praga estende-se a cerca de 49.800 pés quadrados distribuídos por três andares, empregando mais de 300 pessoas. A loja oferece uma gama de moda, artigos para casa, roupa infantil e produtos de beleza, com o seu tamanho a exigir 56 salas de prova e 35 balcões de pagamento.

Como afirmou o chefe executivo da Primark, Paul Marchant: "Este é outro mercado importante para nós à medida que continuamos a nossa expansão na Europa Central e Oriental e construímos o nosso pipeline de novas lojas em toda a região".

A Primark, que não dispõe de uma operação de comércio eletrónico, teve um registo comercial particularmente duro ao longo dos lockdowns induzidos pela pandemia. Embora o CEO da sua empresa-mãe, George Weston, tenha dito que a maioria das lojas estavam fechadas durante mais de metade do seu ano comercial até abril de 2021, acrescentou que "as vendas da Primark após a reabertura das lojas demonstram a relevância e o apelo da nossa oferta de valor para o dinheiro".

No ano passado, a Primark perdeu mais de £3 mil milhões de vendas e mais de £1 mil milhões de lucros. Também assistiu a "enormes saídas de dinheiro com uma saída de £650 milhões só no primeiro semestre deste ano". Isto significou que durante um período de seis meses, a Primark viu as receitas caírem 40% para £2,232 mil milhões de libras esterlinas em relação ao ano anterior. Os lucros operacionais ajustados também caíram 90% para apenas £43 milhões.

Mas o crescimento da sua rede internacional de lojas, que conta agora com 396 unidades, é fundamental para a sua recuperação financeira. Além da expansão na Europa Central e Oriental, o retalhista vê mais oportunidades de crescimento em França, Espanha, Portugal e Itália, "onde a marca Primark tem uma forte ressonância junto dos consumidores". 

A Primark tem também planos de acelerar o seu crescimento nos EUA nos próximos cinco anos, com a Tysons Corner, mesmo à saída de Washington DC, como sendo a próxima abertura agendada.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.