×
302
Fashion Jobs
DIRETOR(A) INDUSTRIAL
Diretor(a) Industrial
Efetivo · MONACO-VILLE
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
DAMA DE COPAS
Consultora de Lingerie
Efetivo · PORTO
THE KOOPLES
Sales Assistant 16h - Eci Lisbon
Efetivo · LISBOA
EMPRESA DE MODA NO SETOR DO LUXO
Vendedor/a de Loja de Gama Alta
Temporario · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Figueira da Foz
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Coimbra cc Forum Coimbra - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo ·
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa cc Chiado - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo · LISBOA
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
26 de abr. de 2022
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Primark em modo de recuperação total planeia aumento seletivo de preços

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
26 de abr. de 2022

​A proprietária da Primark – a Associated British Foods (ABF) – reportou os seus resultados semestrais, na terça-feira (26 de abril), e mostrou que a cadeia de moda centrada no valor continua a recuperar bem da pandemia.


APrimark em modo de recuperação total planeia aumento seletivo de preços - Photo, Sandra Halliday


A empresa também revelou planos para se mudar para novos mercados europeus, para se expandir mais em alguns dos seus principais mercados europeus de crescimento e para aumentar as suas lojas americanas.
 
A ABF disse que as 24 semanas até 5 de março viram as vendas "bem antes do ano passado em moeda constante", com um salto de 64%. Claro que isso não é nenhuma surpresa, dado os lockdowns que estavam em vigor durante o período de seis meses um ano antes, pois significavam que a Primark essencialmente não podia negociar porque não tinha um website transacional.

Desta vez, o pano de fundo foi muito melhor com todas as lojas abertas, exceto os pequenos interlúdios na Áustria e nos Países Baixos. Isso significou que a margem de lucro operacional recuperou fortemente e atingiu 11,7%, em linha com os níveis pré-COVID-19.
 
A empresa disse que isto foi "conseguido principalmente pela recuperação das densidades de vendas das lojas à medida que a queda de footfall aumentou e os clientes regressaram à Primark".
 
O efeito da inflação do primeiro semestre do ano (H1) foi "amplamente mitigado" por uma redução nos custos operacionais das lojas e taxas de câmbio favoráveis. Mas como muitos outros, a inflação significará "aumentos seletivos de preços" em algumas das suas ações para a estação de outono-inverno 2022, embora ainda esteja "empenhada em assegurar a nossa liderança de preços e a acessibilidade diária, que tanto interessa aos clientes".
 
Quais eram então os números da Primark para a metade? As receitas foram de 3,54 mil milhões de libras (1,83 mil milhões de euros), mais 64% (como mencionado) em moeda constante e mais 59% numa base reportada. O lucro operacional ajustado aumentou 863% no total, atingindo 414 milhões de libras (491,80 milhões de euros).
 
As vendas like-for-like melhoraram em comparação com o quarto trimestre do seu exercício de 2021, embora tenham sido 10% inferiores ao período pré-pandémico. O total de vendas foi 4% inferior ao pré-COVID-19, embora a empresa tenha aberto 27 lojas durante o período para aumentar o seu espaço de venda.
 
Apesar da sua recuperação geral, a Primark ainda foi afetada pela variante Ómicron, embora as vendas like-for-like tenham desde então recuperado "fortemente" no Reino Unido e na Irlanda. Dito isto, a recuperação tem sido mais lenta na Europa Continental, onde algumas restrições continuaram por mais tempo e a queda de footfall (turismo) dos consumidores foi mais fraca.
 
As vendas do H1 no Reino Unido estavam bem à frente do ano anterior, mas permaneceram 8% abaixo das de há dois anos, embora tenham continuado a melhorar desde que o primeiro semestre terminou. As lojas em parques comerciais e centros urbanos superaram o desempenho e a queda de footfall nas lojas do centro da cidade de destino até conseguirem resultados à medida que mais clientes regressavam ao trabalho e socializavam nos centros das cidades.
 
Apesar de alguns problemas na Europa continental, as vendas também estavam bem à frente do ano passado e estavam apenas 3% abaixo daquelas de há dois anos no total, embora as vendas like-for-like tivessem diminuído 14%, compensadas por um aumento de 12% no espaço de venda a retalho.
 
E, tal como em períodos anteriores, o seu negócio nos EUA está em alta com um total de vendas 37% à frente de há dois anos e as vendas like-for-like também foram positivas, embora apenas tenham aumentado 1%.
 

Compradores sedentos de moda para férias



E o que é que as pessoas estão a comprar? A cadeia assistiu a "fortes vendas de bagagem e de bens essenciais de férias, tais como fatos de banho e sandálias, à medida que os clientes regressam às viagens de férias". As vendas de saúde e beleza também "encenaram uma recuperação à medida que os clientes voltam a socializar e as pestanas falsas e unhas tiveram um desempenho particularmente bom com a procura impulsionada pela promoção nos nossos canais de redes sociais". E os artigos para casa beneficiaram de mais entretenimento em casa.
 
A empresa acrescentou que a reação dos clientes às suas gamas de moda para a primavera-verão 2022 tem sido "muito positiva".
 
Também está otimista para o futuro e as suas compras em stock para o segundo semestre do ano (H2) já estão largamente empenhadas. A empresa espera alguma redução na margem de lucro operacional do H2 em comparação com o H1, pelo que a margem do ano inteiro será de cerca de 10%.
 
Também disse que continua com a sua estratégia de sustentabilidade e, nos últimos seis meses, a proporção de roupas vendidas que foram feitas de materiais reciclados ou de fontes sustentáveis aumentou para 39% em relação aos 23% do ano anterior.
 
E a empresa continua a fazer "bons progressos" com o seu pipeline de lojas, uma vez que visa 530 lojas nos próximos cinco anos.
 
Os seus mercados de crescimento são os EUA, França, Itália e Península Ibérica, com mais aberturas planeadas para este ano civil. Entrará também nos novos mercados da Roménia e Eslováquia, o seu 15.º e 16.º mercados, respetivamente.
 
E a Primark acrescentou que os "EUA tornar-se-ão um grande mercado para nós", uma vez que aí abrirá ainda mais lojas. Para além dos seis novos arrendamentos já anunciados, assinou mais três para o norte de Nova Iorque, Nova Jersey e a sua segunda loja na área de Chicago.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.