×
302
Fashion Jobs
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Coimbra cc Forum Coimbra - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo ·
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa cc Chiado - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo · LISBOA
PEPE JEANS (RETAIL)
Vendedor / Vendedora - Coimbra
Efetivo · COIMBRA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Madeira Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Funchal
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Funchal Rua - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Funchal
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Alma Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
28 de fev. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Primark otimista continua a recuperar no Reino Unido, Europa e EUA

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
28 de fev. de 2022

A Primark parece ter recuperado quase totalmente da pandemia com uma atualização comercial, na segunda-feira (28 de fevereiro), mostrando as vendas e os lucros a recuperarem. A empresa disse que no semestre que termina no final desta semana, as vendas da Primark deveriam estar mais de 60% à frente do ano passado, numa base neutra em termos de moeda, com uma margem de lucro operacional de cerca de 11%, "próxima" da pré-pandemia.


A Primarkcontinua a recuperar no Reino Unido, Europa e EUA - Photo, Sandra Halliday


E em comparação com a metade pré-COVID-19, as vendas serão apenas 4% inferiores. É certo que isto tem sido ajudado pelo facto de a empresa ter continuado a abrir novas lojas nos últimos dois anos e a ter acrescentado cerca de 8% ao seu espaço de venda.
 
O desempenho na última metade representa o reflexo de todas as suas lojas permanecem abertas e em comercialização ao longo dos seis meses, exceto por curtos períodos na Áustria e nos Países Baixos.

A empresa acrescentou que as vendas like-for-like durante o primeiro semestre (H1) melhoraram em comparação com o quarto trimestre (Q4) do seu exercício financeiro anterior. A queda de clientes está a recomeçar na maioria dos mercados, particularmente no Reino Unido e Irlanda, após a perturbação causada pela variante Ómicron a meio do período.
 
No H1 até agora, as vendas nas suas lojas do Reino Unido estão "bem à frente" do ano passado. As vendas like-for-like melhoraram e espera-se que estejam 9% abaixo de dois anos atrás, enquanto que as vendas totais deverão estar 8% abaixo nessa base. As lojas em parques de lojas e centros urbanos continuam a ter um desempenho superior ao das lojas do centro da cidade como destino turístico, com vendas comparáveis em parques de lojas à frente dos níveis pré-COVID-19. Isto também sugere que uma vez que as cidades recuperem à medida que os turistas regressam e os trabalhadores voltam aos seus escritórios, a empresa deve estar completamente de novo no bom caminho.
 
As vendas na Europa Continental estão também muito à frente do ano passado e espera-se que as vendas like-for-like estejam apenas 14% abaixo de dois anos atrás, refletindo o impacto contínuo da Ómicron no desabamento da afluência turística.
 
Mas em França, Península Ibérica e Itália, as regiões a que chama "as nossas maiores oportunidades de crescimento", as vendas like-for-like estão a melhorar. Espera-se que as vendas totais sejam apenas 2% inferiores a dois anos atrás. Mas mais uma vez, isto inclui um aumento de 12% no espaço de venda a retalho. Estima-se também a perda de vendas, somando 32 milhões de libras (38,32 milhões de euros), ligadas aos curtos períodos de encerramento de lojas na Áustria e nos Países Baixos durante o período.
 
Entretanto, o negócio dos EUA "continua a superar o resto do parque de lojas" e está no bom caminho para apresentar um crescimento de vendas de 2% no período, em comparação com os níveis pré-COVID-19, com vendas totais 35% à frente de há dois anos atrás.
 
A Primark acrescentou que viu uma "reação inicial muito positiva por parte dos clientes em todos os mercados às explosões de cor nas nossas novas coleções para a primavera-verão". As malas e fatos de banho têm sido populares nas últimas semanas, "dando-nos confiança ao olharmos para a época de férias, após dois anos de restrições de viagens".
 
A resposta ao lançamento da nova colaboração com a cadeia food-to-go Greggs, no Reino Unido, foi forte com "elevados níveis de envolvimento através dos nossos canais sociais, conduzindo à excitação em torno da marca Primark, particularmente entre a base de clientes mais jovens".
 
E, felizmente, o efeito da inflação nas matérias-primas e na cadeia de abastecimento "foi amplamente mitigado por uma redução nos custos operacionais e despesas gerais das lojas e por uma taxa de câmbio favorável do dólar americano". Entretanto, a pressão de perturbação da cadeia de abastecimento sentida no outono continuou a aliviar, apesar de alguns atrasos no despacho e de prazos de entrega ligeiramente mais longos.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.