×
581
Fashion Jobs
LION OF PORCHES
Editor de Imagem (m/f)
Efetivo · PORTO
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Services Specialist Gbs - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - People Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Reporting & Analytics (M/F/D) - Direct to Consumer Ecommerce
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs Business Analysis (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo 1
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Marketplace Business Developer
Efetivo · Alicante
BIJOU BRIGITTE MODISCHE ACCESSOIRES AG
International Expansion Manager Spain/Portugal
Efetivo · LISBOA
TIFFOSI
Comprador Denim (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct-tO-Consumer Ecommerce (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
UK HR Specialist (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bW-Ip/Fico (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - Non-Trade Procurement
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Apo/Ibp (Snp/Supply) Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Junior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
Por
Reuters API
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
16 de set. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Primark torna-se verde para reduzir impacto ambiental

Por
Reuters API
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
16 de set. de 2021

A Primark, uma das maiores cadeias de fast fashion da Europa, prometeu reduzir o seu impacto ambiental sem aumentar os preços, utilizando mais materiais recicláveis, tornando o vestuário mais durável, e melhorando os salários dos seus trabalhadores.


A Primark está a pensar (e a agir) mais verde - Image: Reuters


Com os ativistas ambientais a destacarem a indústria da moda pela sua utilização intensiva de água e produtos químicos, as principais marcas estão a ser pressionadas para adaptarem as cadeias de abastecimento e abordarem uma cultura que levou a que milhões de artigos acabassem em aterros sanitários.

A Primark, que vende mais de mil milhões de artigos por ano, incluindo  jumpers e jeans por apenas £7 (11,77 euros) cada um, disse que a sua tarefa era tornar a moda sustentável disponível para todos, e não apenas para aqueles que a podem pagar.

"Acreditamos que a sustentabilidade não deve ser avaliada a um preço superior que só uma minoria pode pagar", disse o CEO Paul Marchant, fazendo eco de rivais como a H&M e a Zara que também estabeleceram planos para melhorarem a utilização de matérias-primas sustentáveis.

Muitos defensores do ambiente estão céticos em relação às promessas ecológicas das marcas, acreditando estarem a ser motivados por uma necessidade de boas relações públicas; e que, em vez disso, a indústria requer uma mudança cultural mais ampla. A Primark diz que o seu tamanho absoluto significa que pode fazer a diferença.

Propriedade da Associated British Foods, a Primark começou na Irlanda em 1969, antes de tomar a Grã-Bretanha de assalto com os seus preços ultrabaixos que levaram a que multidões de compradores saíssem das lojas agarradas aos seus sacos de papel castanho de marca, recheados de roupa. Encontra-se agora em 14 mercados, incluindo os EUA.

Embora a empresa britânica se tivesse anteriormente juntado aos esforços da indústria em matéria de ambiente, a declaração de quarta-feira (15 de setembro) marca a primeira vez que publicou os seus próprios objetivos mensuráveis.

De acordo com o plano, uma equipa de pessoal irá trabalhar com as suas fábricas (que não possui) para melhorar os níveis de eficiência energética e encorajar a utilização de energia renovável. O seu objetivo será eliminar o plástico de utilização única e continuar a mudança para práticas agrícolas que utilizem menos água e menos químicos.

Tenciona reforçar a durabilidade das roupas até 2025, torná-las recicláveis por desenho até 2027 e transformar todas as suas roupas a partir de materiais reciclados ou de fontes mais sustentáveis até 2030.

Para além destas mudanças, a Primark planeia também trabalhar com fábricas e rivais que utilizam os mesmos locais para melhorarem os salários.

As condições de trabalho na indústria têxtil têm estado sob os holofotes desde o colapso do edifício Rana Plaza no Bangladesh, em 2013, que matou mais de 1.000 trabalhadores, com ativistas a questionarem como marcas como a Primark podem produzir preços tão baixos.
 

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.